Vacina

Vamos torcer para que a vacina do covid-19, dê logo muito certo. Esqueçamos as críticas, somente torcendo para que tudo dê certo.
Infelizmente, até a vacina estar disponível para a população, muito estrago terá ocorrido – milhares de mortes, milhões de desempregados, empresas falidas e recessão. Com a graça de Deus e a ciência, chegaremos a uma vacina, para podermos tocar a vida.
Louvar a Deus nas Igrejas, encontrar parente, amigos, os netos e netas. Assim a vida será menos dura.
Plástico
Lá atrás até onde minha memória ainda alcança, o plástico que provém do petróleo, foi celebrado com um modo de diminuir o desmatamento. Isto faz muito tempo, certo? Mas hoje o plástico passou a ser vilão. Prejudica a vida nos oceanos e todo meio-ambiente. Não descartado na natureza, o plástico é  útil sem dúvida. Descobriu-se que ele pode funcionar na proteção contra a pandemia do Covid-19, pode nos salvar com a produção  de plásticos para a fabricação de máscaras. 
Quem tem medo de política?
É comum de se ouvir a frase: “Detesto política”. Ora, como se pode destinar ódio a um elemento presente em todas as relações cotidianas e inerente ao ser humano? Para Aristóteles, “o homem por natureza, é um animal político”, uma vez que, por definição, é a ciência da organização da cidade em sentido estrita, e em sentido amplo as atividades de que se interessa pelo público. Portanto, vê-se uma confusão entre política e politicagem. Esta sim, nefasta por proteger interesses meramente pessoais. É compreensível, diante desta confusão somada a atos recentes as nossas histórias, que as pessoas queiram se abster de discussões políticas, porém esta prática fortalece a politicagem, pois não há oxigenação na política. Daí a importância de cidadãos participativos.
Provérbio Brasileiro
“ Cada macaco no sue galho”. Este provérbio é citado quando alguém se intromete indevidamente em assunto dos outros. E quando se intromete em assunto do qual nada entende ou coisa nenhuma, atrapalhando mais do que ajudando. Existe um principio de espiritualidade parecido com esse provérbio e que é errado: “Cada um por si e Deus por todos “. Um princípio  que nasce do egoísmo e por isso digo que é errado. Certo seria dizer: Cada um por todos e todos por cada um e que Deus nos abençoe. O proverbio brasileiro não pode me levar à autossuficiência egoísta, porque , como criatura humana normal, preciso tomar conhecimento das dificuldades dos que me cercam. Não posso ser solitário. Preciso ser solidário.