Nota Paraná devolveu R$ 300 milhões aos paranaenses em 2020

Além da devolução de créditos e os prêmios aos contribuintes, foi importante para a manutenção das 1.466 entidades que estão cadastradas no programa.

Em meio a todas as dificuldades do conturbado ano de 2020, o Programa Nota Paraná devolveu aos contribuintes mais de R$ 300 milhões entre créditos e prêmios neste ano. Foram distribuídos R$ 245 milhões em créditos e R$ 55,6 milhões em prêmios.
A diminuição na atividade econômica do Estado, decorrente da pandemia, resultou em quedas nos valores de créditos devolvidos entre os meses de maio a julho, com uma retomada a partir de agosto (veja quadro abaixo).
Mesmo com a baixa nos valores de créditos o programa continuou a fomentar a economia, fazendo um milionário por mês graças aos sorteios de R$ 1 milhão iniciados em março. Além do prêmio milionário, também são contemplados dois contribuintes com o valor de R$ 200 mil, 100 com prêmios de R$ 10 mil e 40 mil com prêmios de R$ 10.
Os sorteios, além de mudarem a vida dos ganhadores, ajudaram na economia de todo o estado, com os valores reaplicados no comércio gerando uma maior atividade econômica durante a pandemia. Em 2020, o programa atingiu a marca histórica de R$ 2 bilhões em recursos devolvidos aos participantes cadastrados. 


Entidades
Além da devolução de créditos e os prêmios aos contribuintes, o Nota Paraná foi importante para a manutenção das 1.466 entidades que estão cadastradas no programa. As instituições não governamentais das áreas de assistência social, saúde, defesa e proteção animal, esportiva e cultural recebem os créditos das notas fiscais doadas e também concorrem a sorteios mensais.
Os recursos doados através do programa puderam ajudar na continuidade dos trabalhos em meio aos problemas gerados pela pandemia.


“Achei”
Ao completar cinco anos, o Nota Paraná ganhou em 2020 uma nova campanha publicitária para estimular os cidadãos a colocarem o CPF na nota fiscal. Intitulada “Achei!”, a campanha faz uma analogia a encontrar dinheiro esquecido em uma gaveta, ou numa peça de roupa guardada.
As peças veiculadas em rádio, TV e redes sociais – mostram que, ao consultar o saldo dos créditos do Nota, o contribuinte pode se surpreender ao perceber que tem dinheiro a receber por ter colocado o CPF na nota fiscal em suas compras, às vezes mesmo sem saber. Os comerciais também reforçam que, além dos créditos, todo participante do programa concorre aos sorteios mensais de até R$ 1 milhão.