Responsivo

Prefeitura de Guaraniaçu oferece auxílio transporte mensal de até R$ 450

Estudantes de cursos profissionalizantes de nível pós-médio, técnicos de nível médio e graduação de outras cidades terão acesso a mensalidade

A prefeitura de Guaraniaçu, está oferecendo auxílio no transporte universitário de até R$ 450 mensais para estudantes de cursos profissionalizantes de nível pós-médio, técnicos de nível médio e graduação em outras cidades.

Segundo o prefeito Osmário Portela (PDT) a iniciativa visa facilitar o acesso à educação para os alunos que precisam se deslocar para estudar em instituições fora do município.

Condições para inscrição

Para se candidatar ao benefício, os estudantes devem atender a algumas condições:

  • Ser residente em Guaraniaçu nos três meses anteriores à solicitação;
  • Estar matriculado em curso autorizado pelos órgãos competentes;
  • Não haver oferta do curso ou similares no município;
  • A instituição de ensino deve estar a uma distância máxima de 100 km de Guaraniaçu.

Inscrição

As inscrições estão abertas de 05 a 22 deste mês. Os candidatos devem comparecer à secretaria de Educação e Cultura/setor Transporte Escolar durante o horário das 8h30 às 11h e das 13h30 às 16h, munidos de cópias legíveis dos documentos exigidos.

Documentação

O candidato deve apresentar cópia legível dos seguintes documentos:

  • Cópia da Carteira de Identidade podendo ser apresentada Certidão de Nascimento, no caso dos menores de 18 anos;
  • Cópia do CPF;
  • Cópia do título de eleitor no Município de Guaraniaçu/PR.

Importância do auxílio

O prefeito Osmário destacou a importância desse auxílio para os estudantes. “O auxílio no transporte universitário tem um grande impacto na nossa sociedade, ele proporciona estudar em outros cursos,não apenas os aqui do município mas também de outras cidades, de forma presencial, podendo ser bem flexível”.

Ampliação do benefício

Portela também ressaltou os esforços da administração municipal para ampliar esse benefício ao longo dos anos, no primeiro mandato em 2017 tinha apenas um auxílio. “Muitos queriam estudar e não conseguiam, porque além de pagar a sua mensalidade, quem estudava na rede particular, também pagaria o valor do transporte equivalente em torno de 450 reais”.

Ele explicou o avanço gradual do programa. Segundo ele, Em 2018, a prefeitura conseguiu bancar metade, e depois o valor integral. “É uma forma que proporciona ter uma economia mais as famílias”, finaliza.