Contra o Pinhão, Coronel terá reforço na torcida. Entenda

O Bituruna, adversário direto da Gralha pela última vaga na 2ª fase do estadual, precisa que o time de Renato Mocelin vença para seguir com chances de classificação

O Rubens Spengler será palco, na noite desta quarta-feira (23), do duelo entre Pinhão e Coronel, válido pela 2ª rodada da Série Prata do Paranaense de Futsal. A partida deveria ter acontecido no dia 26 de setembro, mas foi adiada por conta dos casos de covid-19 no elenco da Gralha. 


Reforço na torcida do Coronel 

O confronto terá traços curiosos. Dentro de quadra, na prática, teremos um duelo comum: cinco contra cinco, um time contra outro. Fora dela, na teoria, envolverá três clubes. 
Na reta final da 1ª fase, a Série Prata já definiu sete dos oito classificados. A última vaga está em aberto e ficará ou com Pinhão ou com Bituruna. A Gralha somou quatro pontos até aqui e, além do duelo desta semana, enfrentará o São Miguel, no dia 3 de outubro. O Bituruna, por sua vez, tem dois pontos e um único compromisso por comprir: contra a Apaf, em casa, também no início do próximo mês. 
No entanto, o primeiro critério de desempate do estadual é o confronto direto. Portanto, se o Pinhão empatar um dos dois jogos, carimba o passaporte à 2ª fase. Para o Bituruna, resta alcançar a primeira vitória e ainda torcer contra o concorrente


Missão: secar o Pinhão 
Secar o Pinhão. Essa talvez seja a grande tarefa de Bituruna nesta semana, já que não entrará em quadra.
Diante disso, a torcida do Coronel ganha um reforço e tanto. E é muito provável que os números de audiência das transmissões esportivas das rádios Vicente Pallotti e Voz do Sudoeste – que acompanham a equipe vividense na Série Prata – sejam impulsionados pelos biturunenses
O ala Peixe não desconversou: vai assistir e torcer pelo Coronel. “Tenho uma expectativa enorme para esse jogo. Existe uma possibilidade de nos classificarmos, então estamos na torcida. Claro que, de nada adianta se não fizermos o nosso dever, que é vencer a Apaf”, diz. 

Já o técnico André Demczuk, o ‘Dedé’, pretende ocupar-se de outra atividade durante a partida. “Não devo ver o jogo. Não iremos enfrentar nenhuma dessas equipes, prefiro não olhar. Sei que a minha diretoria conversou com o pessoal de lá (Coronel Vivida), expressando nossa torcida pela vitória deles. É importante para nós, para mantermos a motivação para o último jogo”, justificou. 


Como chega o Coronel?

O técnico Renato Mocelin não poderá contar com Malinha. O pivô, um dos principais nomes do time, rompeu os ligamentos do joelho na partida contra o Mariópolis, no dia 12 de setembro. Na segunda (21), a diretoria informou que o atleta terá que passar por uma cirurgia e desfalcará a equipe no restante da temporada. 
Com esta exceção, o Coronel viaja até o Centro-Sul com força máxima, podendo, em caso de vitória, assumir a 4ª colocação. O time, vale ressaltar, tem outro jogo atrasado a cumprir, no sábado (26), contra o São Miguel, no extremo-oeste. Caso somem seis pontos, os vividenses irão para a última rodada brigando por posições mais acima da tabela. 
“Sabemos que o Pinhão tentará fazer prevalecer o fator quadra, mas vamos lá para tentar fazer uma boa partida e buscar o resultado que para nós tbm é muito importante”, disse o treinador. 


Como chega o Pinhão
Do outro lado, o técnico Jeovane Caldas, o ‘Baiano’, defende que o duelo seja encarado como uma decisão. “Estamos concentrados e iremos jogar a vida contra o Coronel. Só dependemos de nossas forças para seguir no campeonato, mas teremos pela frente dois adversários complicados. Temos uma gordura para queimar, só que já perdemos pontos ‘bobos’. O que não podemos fazer é pensar no Bituruna”.  

Ao comentar a campanha feita até aqui pelo clube, Baiano disse que o desempenhoé pífio”, mas que as dificuldades eram aguardadas. “Por conta do nosso orçamento. O que garantimos ao torcedor, é chegarmos ao fim do ano com as contas em dia e a garantia de estarmos no campeonato de 2021. Não estamos fazendo loucura”. 

Baiano não contará com Cleve, suspenso. A diretoria do Pinhão pode anunciar nas próximas horas a chegada de reforços. A Gralha esteve sondando o mercado nos últimos dias em busca de dois alas, um fixo e outro pivô.