Federação confirma criação da Série Prata do Paranaense Feminino

A primeira divisão da modalidade foi criada em 2007 e é uma das mais fortes do país, contando com o atual campeão campeão da Liga Nacional, o Stein – de Cascavel – e outras forças, como Cianorte e Telêmaco Borba

Após 13 de anos de criação da Série Ouro Feminina, a Federação Paranaense de Futebol de Salão (FPFS) confirmou a criação da Série Prata da modalidade. A segunda divisão do estadual era pretendida para 2020, mas não foi concretizada em razão da pandemia. Para esta temporada, a entidade pretende colocar em prática o projeto.

De acordo com o superintendente da FPFS, Luís Henrique Antonievicz, a Série Ouro Feminina do ano passado já previa a realização da segundona em 2021. “No regulamento, adiantamos que os oito melhores colocados do campeonato teriam vaga assegurada na elite“, explica.

Portanto, Cianorte (campeão), Telêmaco Borba (vice), Patobranquense (3º), Stein (4º), Londrina (5º), Foz Cataratas (6º), Cascavel (7º) e Maringá Seleto (8º) devem disputar a Série Ouro. Enquanto isso, Guarapuava (9º) e Ponta Grossa (10º) serão “rebaixados” e disputarão a Série Prata com outros clubes que venham a se inscrever na competição. A expectativa da FPFS é de que o novo certame tenha cerca de 15 integrantes nesta edição.


Quando começam?

O prazo para confirmar a participação na Série Ouro Feminina vai até 19 de fevereiro. O arbitral – que será online – acontecerá em 4 de março, enquanto a 1ª rodada está prevista para 20 de março. A estimativa da Federação é que o campeão seja conhecido no dia 4 de dezembro.

Na Série Prata, as inscrições terminam em 26 de fevereiro e o arbitral será em 10 de março. A competição deve iniciar em 3 de abril e tem previsão de término para 3 de dezembro.