“Lutar pelos objetivos, traçar metas e nunca desistir”

Conheça o outro lado da profissional protagonista na linha de frente Covid-19 em Laranjeiras, apaixonada por esportes e pelo Operário Laranjeiras

Patricia Massuqueto é enfermeira e uma profissional requisitada na secretaria de Saúde – liderando o combate à dengue e outras epidemias. Com a pandemia, Patrícia tornou-se a mulher à frente no combate à Covid-19 em Laranjeiras.

Patrícia faz questão de relatar o amor pela enfermagem e explica o que lhe motiva na profissão.

“Quando você recebe um feedback positivo de um paciente, já compensa. É desgastante, mas quando sabemos do paciente que ele está bem, que teve uma boa evolução, a gratidão que ele demonstra, já compensa. A pandemia nos mostrou que precisamos pensar no próximo. E se ela continua, é porque ainda falta empatia nas pessoas”.

Conhecendo Patrícia

Patrícia nasceu em Laranjeiras do Sul, no ano de 1987. Quando pequena, gostava de andar de bicicleta pela cidade e um de seus locais prediletos era o Ginásio Laranjinha, numa época em que o espaço ainda não era fechado nem coberto. Mãe de dois meninos, ela faz comparações e confessa que seus filhos são uns “anjinhos” perto da “arteira” que era. “Ia para a chácara, gostava muito de pescar”.

Patrícia revela uma de suas paixões, o esporte. Seu pai – sempre ligado ao esporte – influenciou a filha, que cedo ficou íntima do vôlei e do tênis de mesa, deixando aquele de lado, conforme o decorrer do tempo, enquanto com o mantém a prática do tênis de mesa até hoje, inclusive representando Laranjeiras nos Jogos Abertos da Cantuquiriguaçu (Jarcans).

Dentre suas atividades preferidas – quando sobra tempo – estão, fazer pilates e torcer pelo Operário Laranjeiras. Ela não esconde o fanatismo pelo Rubrão. “Vivencio uma adrenalina saudável torcendo pelo time”, comenta.

Faculdade e casamento

Em 2004, para fazer a graduação, Patrícia deixou Laranjeiras e passou a residir em Cascavel. Lá, conheceu Rafael Nascimento. No ano seguinte, eles começaram a namorar. O relacionamento fluiu, resultando em um casamento feliz e os frutos dessa união são Murilo e Matheus.

Com a pandemia, Patrícia passou a enfrentar uma carga horária desafiadora. Para ela, o segredo para o bom convívio mora no reconhecimento das profissões do casal. “Nossos filhos têm sido extremamente compressivos nessa parte. A nossa base familiar é importante, já que os meus pais sempre nos ajudam cuidando deles. Um cede de um lado e o outro idem. Vemos a importância do trabalho de cada”.

Ser mulher nos dias de hoje

Para Patrícia, ser mulher nos dias de hoje é estar em constante aprendizado e se reorganizar frente às situações que são impostas. É ter a capacidade de estar firme e forte tendo discernimento das atitudes a serem tomadas. “Cada mulher tem suas características e todas nós temos um potencial e é com esse potencial que os desafios são enfrentados”.

Quanto aos desafios que as mulheres enfrentam, ela diz que o maior talvez seja manter o equilíbrio da saúde física e mental. Para Patrícia, estar de bem consigo mesma é a chave para superar qualquer dificuldade,

Conselho para as mulheres

O conselho que Patrícia dá para as mulheres é o de amar-se em primeiro lugar e lutar pelos objetivos, traçar metas e nunca desistir.

“Nunca desistam no primeiro obstáculo. Façam desse obstáculo um crescimento em suas vidas. As decepções irão aparecer mas isso deve nos fortalecer. Se você tem um sonho, busque-o, tenha paciência, persistência e foco. Seja sempre você mesma!