Responsivo

Projeto ‘Crotalária’ do Lions Clube premia estudantes em Laranjeiras do Sul

“Neste ano selecionamos os melhores desenhos e poemas produzidos pelas crianças, relacionados a dengue e a crotalária”, destaca Amanda Pinto, presidente do Lions Clube de Laranjeiras

As secretarias de Saúde, Agricultura e Educação em parceria com o Lions Clube Laranjeiras, desenvolvem desde 2017 o projeto ‘Crotalária’. Com objetivo de promover o estímulo do aumento da população de predadores naturais de larvas do mosquito Aedes aegypti, o projeto incentiva o plantio da crotalária, uma leguminosa que produz flores, atraentes para os predadores. Além de diversos benefícios que a planta apresenta para o solo, as flores são um aliado natural no combate à dengue.

Por isso, com a intenção de sensibilizar a comunidade escolar, o projeto é desenvolvido com crianças das escolas, despertando nelas valores de cuidado e responsabilidade com o meio ambiente.

Lions Clube

Baseado em uma experiência desenvolvida em Horizontina, Rio Grande do Sul, o Lions de Laranjeiras trouxe e difundiu este projeto na região. Para Waldir Wessler, precursor do projeto na cidade e, atualmente, tesoureiro do Clube, a iniciativa trazida foi bastante vigorosa devido a parceria com as secretarias do município. “Acreditamos que o projeto tenha tido um efeito muito positivo aqui, pois durante todos esses anos sempre tivemos um índice de infestação muito baixo. Vale lembrar que a crotalária não produziu esses efeitos sozinha, mas sim, com a conscientização dos alunos que desenvolvem o projeto nas escolas municipais e nas suas casas”, destaca Waldir.

A presidente do Clube, Amanda Pinto, evidenciou as atividades artísticas das crianças, com poemas e desenhos, que renderam a premiação como incentivos importantes. “Neste ano selecionamos os melhores desenhos e poemas produzidos pelas crianças, relacionados a dengue e a crotalária. E a premiação foi no sentido de valorizar os professores, que sem eles esse projeto não sairia do papel, e as crianças que plantam e cuidam da planta”, destaca.

Todas as crianças receberam um certificado e um kit com caderno, caixa de lápis de cor, estojo, borracha, apontador, marca texto e lápis. Já as professoras, receberam uma bolsa para guardar notebook.

Foram premiados alunos e professores das escolas municipais do Água Verde, professora Therezinha Maria Moretto Andreetta, Raquel de Queiroz, Campo João Rodrigues, Padre Josimo Moraes de Tavares e o Centro Jardim Alvorada.

Plantação da crotalária

O Lions Clube fez a aquisição das sementes que serviram de base ao projeto que foram distribuídas aos alunos, onde os educadores tiveram a liberdade de criar atividades voltadas ao tema e elaborar o concurso que estimulou o empenho e aprendizado das turmas conforme sua faixa etária.

A Vigilância Epidemiológica acompanhou as atividades com orientações e fomentando a importância do controle biológico estratégico como forma de prevenir a doença.

A crotalária tem uma flor amarela, parecida com a canola, e pode ser cultivada no jardim ou vaso. Quando floresce, a planta atrai insetos, entre eles a libélula que deposita seus ovos na mesma água que o mosquito. As larvas da libélula devoram as larvas dos mosquitos e os próprios mosquitos adultos.

Porque a crotalária é uma agente contra a dengue

Como a crotalária atrai o inseto predador do mosquito da dengue, seu plantio em jardins e quintais, vai atrair o mosquito transmissor da dengue e acabar com aquele foco. O mesmo acontece com a libélula adulta, ela é predadora e se alimenta de pequenos insetos, o que inclui o Aedes Aegypti. Assim, quebra-se a cadeia reprodutora do mosquito da dengue.