Responsivo

Investigação aponta que homem matou e forjou suicídio de ex-namorada em Quedas do Iguaçu

Polícia Civil de Quedas do Iguaçu aponta indícios de feminicídio em caso inicialmente tratado como suicídio.

Na noite de 9 de maio de 2022, uma jovem foi encontrada morta em sua residência localizada em Quedas do Iguaçu. Inicialmente considerada como suicídio, a ocorrência passou a ser investigada pela Polícia Civil devido a informações fornecidas por familiares da vítima, sugerindo a possibilidade de feminicídio.

Após uma série de diligências investigativas, a Polícia Civil concluiu que o crime não foi suicídio, mas sim feminicídio, seguido de fraude processual. O ex-namorado da vítima, foi indiciado pelo crime, apesar de inicialmente alegar estar em Campinas-SP no momento do ocorrido.

As investigações revelaram que o suspeito estava em Quedas do Iguaçu na noite do crime e, após a morte da vítima, tentou alterar a cena do crime para desviar as investigações.

Evidências

Registros de passagens de seu veículo em pontos no estado do Paraná e São Paulo corroboram com a presença do suspeito na cidade no momento do crime.

O delegado responsável pelo caso acredita que o suspeito será denunciado e enfrentará julgamento popular na cidade.

Motivo

O relatório policial sugere que o motivo do crime foi o término do relacionamento conturbado, que demonstrava intenso ciúme por parte do suspeito. Além disso, o fato de vitima estar reatando com seu antigo companheiro foi considerado um elemento motivador para o homicídio qualificado.

Atualmente, a justiça avalia o pedido de conversão da prisão temporária em prisão preventiva, enquanto o Ministério Público deve apresentar a denúncia formal contra o suspeito nas próximas horas ou dias.