Responsivo

DeSantis se considera maior adversário do ex-presidente Trump para eleições de 2024

“Estou concorrendo à presidência dos Estados Unidos para liderar o grande retorno do País”, revelou ele durante uma entrevista com o magnata Elon Musk

O governador da Flórida, Ron DeSantis, anunciou na última semana sua candidatura para concorrer nas primárias das eleições de 2024 dos Estados Unidos.

Ele é considerado o principal concorrente do ex-presidente Donald Trump para ser o candidato do Partido Republicano. “Estou concorrendo à presidência dos Estados Unidos para liderar o grande retorno do País”, revelou ele durante uma entrevista com o magnata Elon Musk, onde anunciou sua candidatura.

Aos 44 anos, ele se perfila como maior rival de Trump na disputa pela nomeação republicana. O vencedor das primárias enfrentará em novembro do próximo ano, o candidato escolhido pelo Partido Democrata.

Apesar de ser considerado uma figura em ascensão no Partido Republicano, ele tem políticas muito conservadoras em temas como educação, aborto e imigração. Após sua reeleição em 2022 por uma vitória esmagadora, ele é relativamente novo na política. Foi eleito pela primeira vez em 2012 para fazer parte da Câmara dos Representantes. Em 2018, com o apoio decisivo de Trump que o apadrinhou, foi eleito governador da Flórida.

Críticas

Sua visão conservadora deu a ele uma ampla cobertura midiática e uma reeleição triunfal em 2022. Mas a briga pela candidatura republicana revelará se seu novo status no partido é suficiente para superar Trump.

Após o anúncio de sua candidatura, cerca de 100 manifestantes se reuniram em um trecho da avenida Brickell, em Miami, para mostrar rejeição ao homem que eles chamaram de “fascista” e “racista”. Os manifestantes carregavam cartazes com slogans como “O bom povo da Flórida se levanta contra DeSantis”, “Nós nos opomos ao fascismo”, “Nunca DeSantis” e “DeSantis contra a classe trabalhadora”, além de outras bandeiras com as cores do arco-íris da comunidade LGBTQIAPN+.