Responsivo

Polícia Rodoviária Federal apreende cigarros eletrônicos e celulares em Guarapuava

A produção e comercialização dos cigarros elestrônicos foi proibida na semana passada pelo Ministério da Justiça

Na manhã desta segunda-feira (5), por volta das 11 horas equipes da Policia Rodoviária Federal apreenderam 620 cigarros eletrônicos, mil unidades de insumos ou acessórios para cigarros eletrônicos e 130 telefones celulares que ingressaram no Brasil de forma ilegal.

A mercadoria estava no interior da cabine de um caminhão que foi abordado na BR-277, em Guarapuava. O veículo vinha de Cascavel/PR com destino a Curitiba/PR.

O motorista, um homem de 30 anos, bem como as mercadorias, foram encaminhados à delegacia de Polícia Federal.

Proibição

O Ministério da Justiça determinou na última quinta-feira (1), a suspensão das vendas de cigarros eletrônicos de 33 empresas. Caso as vendas não sejam suspensas, a pena de multa diária é de R$ 5 mil. Conforme o Ministério, as empresas autuadas agem com falta de transparência e induzem os consumidores a acreditarem que os cigarros eletrônicos são produtos legais. Segundo a pasta, a decisão foi tomada por causa do aumento do uso e da venda dos cigarros eletrônicos.

“Os cigarros eletrônicos são comercializados livremente, por diferentes tipos de empreendimentos, como lojas, tabacarias e páginas na internet, apesar de serem ilegais”, disse o Ministério da Justiça.

Desde 2009, a comercialização de cigarros eletrônicos é proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária no Brasil. Desde então, o Ministério da Justiça vem atuando preventivamente no combate à venda e ao uso do aparelho.