Responsivo

Sete livros que marcaram os jovens da geração 2000

Selecionamos alguns livros para causa aquela nostalgia

Muitos livros se tornam clássicos na mente das pessoas, por marcarem sua adolescência e juventude. Para causar nostalgia nos leitores, escolhemos alguns dos livros mais famosos entre os jovens da geração 2000.

Se você só ouvir falar destes títulos, mas nunca os leu, vale a pena conferir a lista.

Crepúsculo

Lançado em 2005, o primeiro livro da saga Crepúsculo, de Stephenie Meyer, conta a história do romance entre Bella Swan e o vampiro Edward Cullen, que se tornaria um clássico entre os jovens do mundo inteiro, muito pelas adaptações cinematográficas.

Harry Potter

A saga da autora J. K. Rowling fez um inegável sucesso. Os livros sobre o jovem bruxo geraram longas filas de leitores ávidos e curiosos nas portas de livrarias. Além disso, assim como Crepúsculo, a saga foi adaptada para as telas, aumentando muito mais o seu sucesso. Na história, um órfão criado pelos tios descobre, em seu décimo primeiro aniversário, ser um bruxo.

Cidade dos Ossos

Este livro inaugurou a saga (sim, são muitas sagas de livros e filmes no mundo teen, né?) Instrumentos Mortais, de Cassandra Clare. Cidade dos Ossos acompanha Clary Fray, uma adolescente comum de Nova York até presenciar o assassinato de um homem.

Percy Jackson

Rick Riordan escreveu esta que é uma série de livros de sucesso, contando a história do adolescente Percy Jackson que descobre ser um semideus, filho de Poseidon com uma humana. Esta história também já ganhou filmes e vai ser adaptada para uma série.

Jogos Vorazes

A trilogia escrita por Suzanne Collins inspirou também três filmes sobre a história de Katniss Everdeen em um futuro pós-apocalítico, onde ocorre uma disputa na qual uma garota e um garoto de doze a dezoito anos são obrigados a lutar em uma enorme arena a céu aberto.

Quem é você Alasca?

Outro conhecido pela sua adaptação para o cinema, o livro de John Green conta a história de Miles Halter, um adolescente fissurado por célebres últimas palavras. Ele vai estudar em um colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o “Grande Talvez”.

A Última Música

Nicholas Sparks escreveu este, que chegou às telas com Miley Cyrus no papel principal. Na história, após a separação dos pais, Verônica Miller não tem mais contato com o pai. Até que sua mãe insiste em uma reaproximação.