GAUCHÃO DE QUARAI

Ele nasceu na véspera do Natal em Quarai que se localiza na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, divisa

Ele nasceu na véspera do Natal em Quarai que se localiza na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, divisa com Artigas no Uruguai e foi batizado como Natalício. Era peão de muitas virtudes, especialista em lidar com gado, cavalos e o melhor tosquiador de ovelhas de toda a fronteira, além de ser grande artesão do couro, produzindo laços, sovéus, cabrestos e outros equipamentos utilizados na lida campeira. Pelas tantas virtudes tornou-se o peão predileto da estância de Seo Quirino, proprietário de extensas quadras de campo e grandes rebanhos de bovinos e ovinos. Como nada é perfeito, Natalício tinha um defeito, era muito gabola. No bolicho, se chegava para tomar uma canha e via que todos admiravam o cavalo emprestado do patrão saía com esta: Tô meio mal de cavalo, mal de arreios e daí por diante. De família religiosa, dizem que sua irmã Bibiana que estudava em Porto Alegre seria freira, foi o que aconteceu e no dia da ordenação teve que acompanhar os familiares até a capital. Natalício que vestia pilchas novas dos pés a cabeça recebeu a recomendação de manter respeitoso silêncio, mas não se aguentou. Olhando de um lado a outro, batia as mãos nos pés e perguntava em voz alta aos que estavam assentados ao seu lado: Me diga, tô meio mal de botas. Apalpando o lenço no pescoço: Tô meio mal de lenço, mal de bombachas, mal de guaiaca. Os pedidos de silêncio eram ignorados pelo peão. A solenidade religiosa prosseguia, até que Natalício ouviu: Estas moças ao serem ordenadas tornam-se esposas de Jesus Cristo. Foi então que Natalício não se segurou, pois uma delas era sua irmã Bibiana. Subiu no banco e em pé exclamou a plenos pulmões: Que tal tchê, tô meio mal de cunhado. Nosso peão, solteirão e chegando aos trinta anos, montou o pingo e foi a estância de Seu Noé, pai de duas moças, Maria e Aurora, com a intenção de pedir autorização para namorar uma delas, pois naquele tempo e naquela região o namoro era praticamente compromisso de casamento. Após muitas cuias de chimarrão e depois do almoço pediu permissão para namorar a Maria e ouviu de Seo Noé: A Maria tem defeito numa das pernas e por isso manca e caminha toda desajeitada, enquanto a Aurora é quase da mesma idade e não tem nenhum problema físico. Natalício, com a sensibilidade de um elefante numa loja de cristais teria sentenciado: Pode ser a Maria, eu não procuro prenda pra carreira, mas pra tirar umas crias. O pedido foi aceito, namorou, noivou, casou com Maria e tiveram vários filhos.