(Re)volução no Campo, estamos preparados para o agronegócio 4.0?

Por Anderson Daniel Stochero , Patrícia Lazzarotti Garcia e Helenice Reis

A tecnologia vem, a cada dia, ganhando espaço nos mais diversos setores e contextos, a recente pandemia nos mostrou isso, a necessidade de adaptação do dia para a noite, seja no ambiente escolar, de trabalho e até mesmo de lazer. Desta forma, é justo pensarmos também no campo, em como está a (re) evolução tecnológica ligado ao agronegócio, desde a distribuição de insumos para a produção até a chegada do produto final na casa e na mesa dos consumidores. A cadeia produtiva está cada vez mais abrangente e ao mesmo tempo complexa, exigindo do produtor, gestor e dono de negócios uma flexibilidade antes inimaginável. 

Equipamentos de ponta, IOT (internet das coisas), veículos não tripulados como tratores, colheitadeiras, entre outros, melhoramento genético animal e vegetal, utilização de sensores para diferentes finalidades como monitoramento do solo, climático, controle animal, focados em potencializar o processo produtivo, o uso de aplicativos para os mais diversos contextos e a utilização de energias renováveis, são alguns exemplos de novas tecnologias e tendências que vem ganhando cada vez mais espaço em um mercado globalizado. 

Contudo, para que haja esta (re)volução no campo são necessários alguns elementos primordiais, o primeiro deles é a mudança de mindset, ou seja, transformação no jeito de pensar. O produtor precisa estar aberto para estas mudanças, tendo a capacidade de identificar quais tendências são aplicáveis ao seu contexto, buscando a apropriação destas tecnologias e a disseminação destes conceitos em suas estruturas produtivas. Outro ponto relevante se refere ao acesso à internet de qualidade, o que nem sempre depende apenas do produtor, mas sim de investimentos em infraestrutura de telecomunicações, tornando o desafio ainda maior. Além destes pontos também cabe ressaltar que muitas destas tecnologias ainda possuem um custo extremamente elevado para um pequeno produtor. A tendência é que, como já se observa nos processos de evolução, estes mecanismos se tornem mais baratos e acessíveis a todos os produtores.

Mesmo com os inúmeros desafios apresentados se faz imprescindível estarmos atentos às mudanças tecnológicas no campo, para que possamos nos apropriar daquilo que condiz com a nossa realidade, que otimize nosso processo produtivo e nos torne cada vez mais competitivos com produtos de alto valor agregado e com maiores taxas de rendimento.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail