Violência urbana

Josué de Castro As grandes metrópoles estão convulsionadas. Crimes, sequestros, estupros e corrupção. A degradação do ser humano. Violência urbana,

Josué de Castro

As grandes metrópoles estão convulsionadas. Crimes, sequestros, estupros e corrupção. A degradação do ser humano. Violência urbana, o índice de criminalidade comparado as guerrilhas urbanas.

A superpopulação tem repercussão funesta na sociedade, e como consequência a obrigação de manter um número crescente de criminosos, idiotas e loucos. Paranóicos, esquizofrênicos, maníacos e oligofrênicos.

Consideramos a educação um extraordinário agente de formação, estabilidade e desenvolvimento da personalidade. Os educadores sempre tiveram papel destacado na cultura e na existência. É essencial que o professor esteja preparado em questões relativas às drogas, planificando uma apresentação lógica e cientifica.

As informações devem atingir o nível do conhecimento intelectual da criança e do jovem. As noções introduzidas e desenvolvidas sedimentam um condicionamento psicológico que evita contato do adolescente com a droga, facultando-se um conhecimento honesto dos efeitos indesejáveis dos tóxicos, sem reprimir. Assim sendo, com o apoio dos pais e da família, o jovem torna-se refratário e antagônico aos tóxicos. A invasão das drogas pelo tráfico internacional ocorre por terra, mar e ar. O país deve se defender da invasão das drogas com as Forças Armadas do Exército, Marinha e Aeronáutica. Um perfeito Serviço de Inteligência e Segurança Pública reduziria e controlaria em grande parte a oferta, a distribuição e o uso de drogas ilícitas.

O modismo ou a mania dos tóxicos relevando incontestável malefício à humanidade. Dizimando centenas de milhares de jovens, promovendo a desintegração da família e da sociedade, conduzindo através de labirintos e tumultos. Considerando-se o devaneio e as elaborações psicóticas das drogas, teremos como resultado grande decepção, abrindo-se uma janela para o mundo do crime.

Que o homem ganha com a liberação das drogas? Saúde ou enfermidade? Amor ou violência? O paraíso ou o inferno? A liberdade ou a escravidão? A vida ou a morte? Estresse, desordens psicossociais e mentais.

Viver não é uma arte fácil. E a família é o maior símbolo, luz e caminho notadamente para os mais jovens, todos juntos, orando um ideal supremo espiritualmente em paz.

Josué de Castro: médico, professor e escritor