Não deem lugar ao diabo

A palavra de Deus orienta a igreja e isso se aplica aos casais no seguinte sentido: “não deem lugar ao

A palavra de Deus orienta a igreja e isso se aplica aos casais no seguinte sentido: não deem lugar ao Diabo” (Efésios 4.27). Devido ao objetivo do maligno em destruir relacionamentos. Portanto, todo casal deve se cuidar para que em seu relacionamento conjugal, e também familiar, o adversário não tenha ocasião para lhes tentar.

Mas como o casal pode evitar de dar ocasião ao adversário das nossas almas? O Próprio texto de Efésios nos traz algumas orientações no seu contexto conforme descreveremos a seguir:

1 – “Cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo” (Efésios 4.25) – falar a verdade é vital para um relacionamento protegido, pois a confiança é elemento fundamental em uma vida conjugal abençoada. Mentir, até de brincadeira, é uma brecha para o diabo.

2 – “Quando vocês ficarem irados, não pequem” (Efésios 4.26) – Às vezes um cônjuge tira o outro do sério por suas atitudes, é inevitável irar-se, mas podemos evitar de pecar por conta da ira, por exemplo: revidar com xingamentos, agressões ou vinganças é errado.

3 – “Apazigúem a sua ira antes que o sol se ponha” (Efésios 4.26) – Esse texto nos ensina que quando houver desentendimento, pois todo casal passa por isso, devem buscar a conciliação o quanto antes. Alguns casais até mesmo fazem o pacto de não dormir sem antes resolver qualquer desavença.

4 – “Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros” (Efésios 4.29) – Na hora das adversidades muitos casais trocam ofensas, xingamentos e palavrões, isso é um erro, uma falta de respeito. Mesmo em momentos de ira devemos ser respeitosos. A falta de controle e educação não resolve os problemas, apenas pioram e dão lugar ao diabo.

5 – “Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade” (Efésios 4.31) – Em um casamento protegido não há lugar para estes comportamentos, por exemplo, a amargura é o resultado de problemas não resolvidos, quer dizer que em um casamento onde haja isso, não houve o conserto e perdão, portanto, o adversário terá lugar continuamente para perturbar o ambiente familiar.

Enfim, há uma série e outras situações em que o casal dá lugar ao diabo, é fundamental evitar essas atitudes para ter uma casamento protegido. A mesma sessão bíblica termina com a seguinte orientação: “Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente” (Efésios 4.32). Todos estes ingredientes fazem parte de um casamento feliz.

Deus os abençoe!

Pastor José Simplício

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail