Cultura, cadê o apoio?

É necessário que os profissionais da cultura tenham apoio, incentivos e meios para se manterem trabalhando no setor

Ter boas ideias, pessoas com energia para executá-las, público disposto a aplaudi-las. O que falta? O principal para quem vive em uma sociedade capitalista: o dinheiro. Onde buscá-lo é a questão que atormenta grande parte dos artistas.

A Constituição Federal, dentre os direitos fundamentais e suas garantias sociais traz, além de muitos outros, o direito à cultura e ao lazer. No Brasil, esse direito é previsto na Carta Magna como um direito fundamental do cidadão. Cabe ao Poder Público adotar políticas públicas que possibilitem efetivamente os direitos culturais, promovendo o acesso aos bens culturais, a proteção ao patrimônio cultural, o reconhecimento e proteção dos direitos de propriedade intelectual bem como o de livre expressão e criação.

É necessário que os profissionais da cultura tenham apoio, incentivos e meios para se manterem trabalhando no setor.

Ao invés de dar possibilidades e fomentar oportunidades, o presidente Jair Bolsonaro vetou integralmente proposta que institui a Política Nacional Aldir Blanc de Fomento à Cultura, com repasses anuais de R$ 3 bilhões da União a estados e municípios para ações no setor.

Muitos aplaudiram essa medida, não levando em conta que a cultura gera muitos empregos, direta e indiretamente. Não trata-se de ‘mamata’, mas sim de dar meios para que os profissionais desta área empreendam.

Não é a toa que o Brasil é um país ainda atrasado no que diz respeito às artes. Há muito o que evoluir, principalmente quando se trata de opiniões sem embasamento e conhecimento.

Infelizmente a ignorância ainda é algo que paira sobre o país e serão anos árduos até que o povo evolua.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail