Os primeiros mil dias são mais que essenciais

Os deputados estaduais do Paraná aprovara, um total de sete projetos de leis na sessão plenária desta quarta-feira (22). São

Os deputados estaduais do Paraná aprovara, um total de sete projetos de leis na sessão plenária desta quarta-feira (22). São projetos que vão desde doação de imóvel a determinado município a inserir uma festa típica no calendário oficial de eventos do estado.

Uma que chamou a atenção é o projeto de lei nº 407/2016, da deputada Claudia Pereira (PSC), que institui a Semana de Conscientização do ‘Programa 1000 Dias’ para as Mães Paranaenses. A indicação que tramita desde agosto do ano passado, foi aprovada em 1ª discussão.

Conforme o projeto, a semana de conscientização deve ser realizada sempre na segunda semana do mês de maio. Coincidindo, dessa forma, com o Dia das Mães.

O ‘Programa 1000 Dias’ trata do período da concepção da criança até que ela complete 2 anos e tem como grande objetivo influenciar na qualidade de vida, na saúde e bem estar dos filhos.

A deputada justificou que estudam comprovam que o cuidado que mães e pais dedicam nos primeiros 1000 dias do bebê são primordiais para uma vida saudável, mesmo quando já adultos.

O Ministério das Nações Unidas lançou o ‘Movimento 1000 dias’, um programa de nutrição baseado em estudos científicos que demonstraram a importância desse período para a criança.

Claro que isso começa já no pré-natal da mãe, com alimentação e hábitos de vida saudável, pratica de exercícios físicos, além do não consumo de álcool, cigarro, por exemplo.

Existe o ditado de que quando nasce uma criança, nasce também uma mãe. Quem é mãe ou pai sabe que o amor pelo filho começo desde o descobrimento da chegada da criança. Desde quando está na barriga da mãe os primeiros gestos de amor e carinho começam a ser repassados à criança.

E quando a criança nasce, todo o cuidado, amor e carinho são necessários para o bom desenvolvimento delas.

O programa vem como uma forma de reforçar a importância do cuidado com os pequenos nesses primeiros 1000 dias de vida deles. Mas a verdade é que os pais e as mães sabem que isso vai se estender por muitos outros mil dias, meses e anos.

Afinal, proteger um filho é mais que obrigação é um ato de amor e dedicação a ele.