Doença do trabalho: toxoplasmo doença ocupacional

Há vários anos essa enfermidade foi reconhecida como uma doença de caráter ocupacional,  doença do trabalho, pois está associada às

Há vários anos essa enfermidade foi reconhecida como uma doença de caráter ocupacional,  doença do trabalho, pois está associada às atividades de trabalho onde médicos veterinários, produtores rurais, trabalhadores de frigorífico e outras ocupações mantêm, de forma direta ou indireta, contato com animais expostos à infecção.

Toxoplasmose é uma doença infecciosa não contagiosa adquirida na maioria dos casos por via oral – ou seja, ela ingestão de carnes cruas ou mal passadas de hospedeiros intermediários que contêm cistos do protozoário, facilmente encontrado na natureza, sobretudo nas regiões de clima temperado e tropical. Trata-se de um parasita intracelular que pode infectar pássaros, roedores, animais silvestres e um número grande de mamíferos (bovinos, suínos, caprinos, ovinos), inclusive os seres humanos de todas as idades. 

O gato e outros felídeos são os únicos hospedeiros definitivos do T.gondii. Ou seja, nesses animais o ciclo reprodutivo do parasita se completa nas células da mucosa intestinal, e eles eliminam ovos (oocistos) nas fezes durante a fase aguda da infecção. No solo, depois de esporulados, eles se tornam infectantes. 

A toxoplasmose não é contagiosa. Na grande maioria dos casos, a doença é adquirida por via oral, isto é, pela ingestão de carnes cruas ou mal passadas de hospedeiros intermediários que contêm cistos do parasita, ou pelo consumo de água, frutas e verduras cruas que abriguem oocistos do Toxoplasma gondii. O contágio pode ocorrer também pela manipulação de alimentos ou utensílios de cozinha (facas e tábuas, por exemplo) por ele contaminados. 

A toxoplasmose pode ser uma doença assintomática. Se o sistema imunológico estiver fortalecido, o parasita pode permanecer inativo em tecidos do corpo do portador por toda a vida, sem que ele sequer saiba que foi infectado. Alguns poucos, porém, podem apresentar sinais discretos da infecção semelhantes aos de um quadro viral comum, como dor no corpo e de cabeça, febre, cansaço e linfonodos inflamados.

No entanto, se o sistema de defesa estiver debilitado, a infecção pelo Toxoplasma gondii pode espalhar-se pelo cérebro, coração, fígado, músculos, pulmões, olhos, ouvidos, etc. Nesses casos, merecem destaque os seguintes sintomas: Dor de cabeça e garganta; Manchas pelo corpo: exantema máculo-papular (vermelhidão em forma de pequenas manchas e pápulas);  Confusão mental; Convulsões; Encefalite; Aumento do fígado e do baço; Moléstias pulmonares (pneumonite) e cardíacas (miocardite); Linfonodos umentados, ou seja, gânglios espalhados pelo corpo; Dificuldade para enxergar que pode evoluir para cegueira; Problemas de audição; Lesões na retina (coriorretinite).

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail