Começou a Salvação

“Naqueles dias, apresentou-se João Batista, no deserto da Judéia, proclamando: “Convertei-vos, pois o Reino dos Céus está próximo”. (Mt.3.1-2) Esta

“Naqueles dias, apresentou-se João Batista, no deserto da Judéia, proclamando: “Convertei-vos, pois o Reino dos Céus está próximo”. (Mt.3.1-2)
Esta notícia é muito preciosa e nos deixa muito alegres, pois anuncia que começou a se  realizar a libertação da humanidade dos seus pecados. Finalmente, livres dos pecados, vamos ganhar o sonhado Paraíso Celeste. Pois quando Adão e Eva, cometeram o pecado chamado de original, nós junto com eles, como descendentes deles, perdemos a amizade com Deus e em consequência o Paraíso, Adão e Eva ficaram tristes. Então Deus se compadeceu deles e organizou para eles e para nós os seus descendentes um resgate.
E quem se prontificou para realizar este resgate, isto é, livrar a humanidade dos pecados e abrir a porta do Paraíso Celeste? Foi Filho de Deus, que se fez Homem e começou a se chamar Jesus Cristo. E assim ele mesmo falou: “Como Moisés levantou a serpente no deserto, assim também será levantado o Filho do Homem, a fim de que todo o que nele crer tenha vida eterna.
Por isso a pessoa mais amada por nos homens e mulheres deve ser Jesus Cristo. Ele por amor à nos pagou os nossos pecados sofrendo a morte da cruz. “De fato, Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.  Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele.  Quem crê nele não será condenado, mas quem não crê já está condenado, porque não acreditou no nome do Filho único de Deus.”  (Jo.3.14-15)
Deus não quer a nossa condenação para o Inferno. Ele quer nos ter consigo no Reino dele, no Céu. Só temos que cumprir certas exigências, que Deus nos deixou, isto é, guardar os seus mandamentos. Tudo isso com esta finalidade, provar desta vez sem erros a nossa obediência ao Deus.  Isto é difícil? Depende do nosso amor a Deus. Quem ama a Deus com a facilidade guarda os seus mandamentos. Deus também nos ama e por isso nos ajuda com as suas graças, que nos iluminam e fortalecem espiritualmente. São Paulo Apóstolo descreve bonito como se realiza esta nossa caminhada para a Salvação Eterna.
”Nele(em Jesus Cristo), e por seu sangue, obtemos a redenção e recebemos o perdão de nossas faltas, segundo a riqueza da graça, que Deus derramou profusamente em nós, abrindo-nos para toda a sabedoria e inteligência. Ele nos fez conhecer o mistério de sua vontade, segundo o desígnio benevolente que formou desde sempre em Cristo, para realizá-lo na plenitude dos tempos: reencabeçar tudo em Cristo, tudo o que existe no céu e na terra.  Em Cristo, segundo o propósito daquele que opera tudo de acordo com a decisão de sua vontade, fomos feitos seus herdeiros, predestinados a ser, para louvor da sua glória, os primeir os a pôr em Cristo nossa esperança.  Nele, também vós ouvistes a palavra da verdade, a Boa-Nova da vossa salvação. Nele acreditastes e recebestes a marca do Espírito Santo prometido, que é a garantia da nossa herança, até o resgate completo e definitivo, para louvor da sua glória.”  (Ef.1.7-14)
Como está escrito a nossa redenção não só nos resgata do poder do demônio, mas nos transforma em herdeiros do Céu. Nós vamos nos tornar proprietários do Céu. Pois um herdeiro é proprietário. Esta graça supera a nossa imaginação. Ó, bendita culpa de Eva. O pecado dela trouxe para nós  “o Lucro”. Não só recebemos o perdão dos pecados, mas ocupamos junto de Deus o Céu.
Ó, meu Bom Jesus! Obrigado pela graça da Redenção. Ela me elevou para as alturas, sou filho de Deus, herdeiro e proprietário do Céu. O meu Jesus, que a suas graças me ajudem, que eu bem represente a dignidade de filho de Deus e a dignidade de herdeiro e de proprietário do Céu. Amém.