Doentes espiritualmente

Ao passar, Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado na coletoria de impostos, e disse- lhe: Segue-me! Ele se levantou

Ao passar, Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado na coletoria de impostos, e disse- lhe: Segue-me! Ele se levantou e seguiu-o. Depois, enquanto estava à mesa na casa de Mateus, vieram muitos publicanos e pecadores e sentaram-se à mesa, junto com Jesus e seus discípulos. Alguns fariseus viram isso e disseram aos discípulos: Por que vosso mestre come com os publicanos e pecadores? Tendo ouvido a pergunta, Jesus disse: Não são as pessoas com saúde que precisam de médico, mas as doentes. Ide, pois, aprender o que significa: ‘Misericórdia eu quero, não sacrifícios. De fato, não é a justos que vim chamar, mas a pecadores. (Mt.9.9-13)

Nos surpreende e alegra o comportamento de Jesus na casa de Mateus. Lá estavam gente de todo o tipo. Jesus Cristo se misturou com esta gente. Isto escandalizou os fariseus, pois entre esta gente havia pessoas de má conduta, pecadores. Jesus Cristo não se isolava dos pecadores. Ele não criou uma panelinha dos seus adoradores, mas ficou aberto para todo o tipo de gente. E as pessoas por quem Jesus tinha mais interesse eram as pessoas estragadas pela vida – os pecadores. Jesus Cristo nunca mostrou rejeição a ninguém. Este fato não só nos alegra, mas nos encoraja a aderir a Ele, nos tornar os seguidores dos seus ensinamentos. Ele é o médico das almas. Ele vai nos acolher e nos curar dos nossos pecados que nos pesam na consciência e nos humilham. Ele é o Médico-Libertador.

É impressionante como Jesus Cristo tratava os pecadores. Uma vez inimigos de Jesus, os fariseus, trouxeram a Ele uma mulher apanhada em adultério e a Lei do Antigo Testamento mandava apedrejar mulher deste tipo até morte. Mas com a vinda de Jesus Cristo começou a funcionar a Lei do Novo Testamento, a Lei do amor a Deus e ao próximo. Por isso Jesus Cristo deu uma ordem que surpreendeu os fariseus, inimigos dele: Quem dentre vós não tiver pecado, atire a primeira pedra! Os acusadores sumiram. Jesus ficou sozinho com a mulher que estava no meio, em pé. Ele levantou-se e disse: Mulher, onde estão eles? Ninguém te condenou? Ela respondeu: Ninguém, Senhor! Jesus, então, lhe disse: Eu também não te condeno. Vai, e de agora em diante não peques mais. (Jo.8.5-11)

Jesus Cristo não condenou a mulher pecadora ao contrario tratou a com carinho e amor pedindo a ela que não pecasse mais. Jesus Cristo quer que nós evitemos cometer pecados por amor a Ele e não por medo do castigo.

Como é bonita a religião de Jesus Cristo. Vale a pena abraça-la e praticá-la.

Oh! Meu Jesus Amado! Amo Te cada vez mais pois Senhor com o seu amor me conquistou. Me ajude com as suas graças pois quero Te recompensar com o meu amor cada dia mais ardente. Amém.