Jesus e a Lei Divina

Não penseis que vim abolir a Lei e os Profetas. Não vim para abolir, mas para cumprir. Em verdade, eu vos digo: antes que o céu e a terra deixem de existir, nem uma só letra ou vírgula serão tiradas da Lei, sem que tudo aconteça. Portanto, quem desobedecer a um só destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar os outros, será considerado o menor no Reino dos Céus. Porém, quem os praticar e ensinar será considerado grande no Reino dos Céus. (Mt.5.17-19) Jesus Cristo nos avisa que a obediência para cumprir as leis divinas é indispensável para agradar a Ele e ganhar o Reino de Deus. Não é somente Jesus que exige de nós a obediência, mas também, os nossos pais, professores, gerentes das empresas onde trabalhamos. Também temos que obedecer às leis do país.

Qual é a diferença em obediência entre as leis da religião de Jesus Cristo e as leis humanas?

As leis religiosas de Jesus Cristo se cumprem por amor a Ele. As leis humanas se cumprem por medo das autoridades governamentais, que podem multar, pôr na cadeia, surrar com cassetetes. Também se cumprem por medo dos pais. Também por medo dos professores, dos gerentes das firmas que podem de vários modos castigar a gente. Em poucas palavras o medo obriga cumprir as leis humanas.

Jesus Cristo quer que nós cumpramos as leis dele por amor a Ele. Por isso a Igreja dele, a Católica, não tem cadeias e multas para aqueles que desprezam as suas leis. Só clama ao povo católico, que ame a Jesus Cristo cumprindo os mandamentos dele.

Se me amais, observareis os meus mandamentos (Jo.14.15). Quem acolhe e observa os meus mandamentos, esse me ama. (Jo.14.21) Quem não me ama, não guarda as minhas palavras. E a palavra que ouvis não é minha, mas do Pai que me enviou (Jo.14.24)

O pagamento pela obediência movida pelo amor a Jesus é muito grande. Jesus Cristo promete que o Pai Celeste junto com Ele vai fazer morada permanente no nosso coração. Isto será um grande privilegio, uma grande honra.

Jesus respondeu- lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra; meu Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada. (Jo.15.23)

Oh! Meu Bom Jesus! Ansioso espero acontecer este exímio encontro contigo. Me esforço para ser obediente a tua Religião. Por isso peço, Maria, Mãe Santíssima, os anjos e os santos e santas venham me ajudar a me preparar para que na hora da minha morte no primeiro encontro contigo eu ouça esta frase: Obrigado, padre Vieslau pela tua obediência. Agora para sempre o teu coração é a nossa morada. Amém!