Meios de santificação

Jesus Cristo faz uma grande exigência para nós que O seguimos. Ele quer que sejamos perfeitos em nossa conduta, sejamos

Jesus Cristo faz uma grande exigência para nós que O seguimos. Ele quer que sejamos perfeitos em nossa conduta, sejamos santos e santas. “Sede, portanto, perfeitos como o vosso Pai Celeste é perfeito.”  (Mt.5.48) “Como filhos obedientes, não moldeis a vossa vida de acordo com as paixões de antigamente, do tempo de vossa ignorância.  Antes, como é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos, também vós, em todo o vosso proceder. Pois está escrito: “Sereis santos porque eu sou santo.”  (1Pd.1.14-16) Mas a carga das obrigações de um cristão do ponto de vista humano é muito grande. Portanto são Paulo Apóstolo lembra que foi necessário, que Jesus Cristo morresse por nós para conseguir todas as graças necessárias para a nossa santificação. “Também a vós que, outrora, vivíeis afastados e éreis inimigos, só pensando em obras más, agora, no tempo presente, ele vos reconciliou pelo corpo carnal do seu Filho, entregue à morte, a fim de que possais comparecer diante dele como santos, íntegros e irrepreensíveis.”  (Cl.1.21-22)
O Pai Celeste querendo nos fazer santos e santas nos deu verdades para crer e mandamentos para praticar. Ele é ciente, que esta carga é insuportável para nos carregarmos sozinhos. Porém põe ao nosso dispor todos os meios do auxílio divino. Este auxílio divino é contido sobretudo nos santos sacramentos.
Jesus Cristo quer manter a união com os seus amigos. Sem ajuda d`Ele não chegaremos a Ele. “Eu sou a videira verdadeira e meu Pai é o agricultor.  Todo ramo que não dá fruto em mim, ele corta; e todo ramo que dá fruto, ele limpa, para que dê mais fruto ainda.  Vós já estais limpos por causa da palavra que vos falei.  Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós não podereis dar fruto se não permanecerdes em mim.  Eu sou a videira e vós, os ramos. Aquele que permanece em mim, como eu nele, esse dá muito fruto; pois sem mim, nada podeis fazer.  Quem não permanecer em mim será lançado fora, como um ramo, e secará. Tais ramos são apanhados, lançados ao fogo e queimados.  Se permanecerdes em mim, e minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes, e vos será dado.  Nisto meu Pai é glorificado: que deis muito fruto e vos torneis meus discípulos. Como meu Pai me ama, assim também eu vos amo. Permanecei no meu amor. Se observardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu observei o que mandou meu Pai e permaneço no seu amor.  (Jo.15.1-8) 
Quando nós estamos unidos a Jesus Cristo? Quando nós permanecemos nele? Quando não temos cometido pecado grave. Portanto toda a nossa luta é contra pecado. Com pecado grave somos lixo para queimar no inferno. Jesus Cristo é categórico  nas suas pregações. Não esconde o perigo que nos espera. Ele quer  que nós façamos todo o esforço para levar a vida conforme os seus mandamentos.  Ele deixou os santos sacramentos, especialmente a confissão e a eucaristia, para nos auxiliar a manter a santidade.
Ó, Bom Jesus! Tenho medo de eu mesmo, pois experimentei como com facilidade cedo aos pecados. Ajude-me, o meu Irmão Jesus Cristo! Que eu sempre seja vitorioso na luta contra o pecado. Amém.