O discípulo autêntico

Uma vez Jesus Cristo disse: “Nem todo aquele que me diz: 'Senhor! Senhor!', entrará no Reino dos Céus, mas só

Uma vez Jesus Cristo disse: “Nem todo aquele que me diz: 'Senhor! Senhor!', entrará no Reino dos Céus, mas só aquele que põe em prática a vontade de meu Pai que está nos céus.” (Mt.7.21) A exigência de Jesus Cristo é bem clara. A obediência aos ensinamentos que Ele da parte do Pai trouxe é indispensável para sermos seus discípulos. Que nem as bonitas pregações, nem “milagres”, nem  propagandas religiosas atraentes sejam suficientes para substituir a obediência a Jesus Cristo. Por isso Ele nos adverte que temos que tomar muito cuidado com os pregadores das novas religiões e com os fundadores de no vas igrejas. Naquele dia, muitos vão me dizer: 'Senhor, Senhor, não foi em teu nome que profetizamos? Não foi em teu nome que expulsamos demônios? E não foi em teu nome que fizemos muitos milagres?'  Então, eu lhes declararei: 'Jamais vos conheci. Afastai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade'. (Mt.7.20-23)

Quem desobedece a Jesus Cristo comete a iniquidade e não pertence aos discípulos dele.

“Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as põe em prática é como um homem sensato, que construiu sua casa sobre a rocha.  Caiu a chuva, vieram as enchentes, os ventos deram contra a casa, mas a casa não desabou, porque estava construída sobre a rocha. Por outro lado, quem ouve estas minhas palavras e não as põe em prática é como um homem sem juízo, que construiu sua casa sobre a areia.” (Mt.7.24-26)

Para que ninguém nos engane no seguimento dos ensinamentos de Jesus Cristo, Ele deixou para nós uma instituição da segurança para a salvação que chamou de IGREJA. E Ele prometeu, que a Igreja que Ele fundou e deixou para Pedro administrar, que hoje chamamos de IGREJA CATÓLICA, não vai ser tomada pelo demônio e assim não ensinará erradamente: “…tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as forças do Inferno não poderão vencê-la.” (Mt.16.18) A obediência à Igreja Católica nós transforma em autênticos discípulos de Jesus Cristo. Ao seu aluno, Timóteo, são Paulo Apóstolo escreve pedind o que baseie a pregação do Evangelho nos ensinamentos da Igreja e não na opinião particular.  Com uma forte ênfase destaca que a Igreja é coluna e fundamento da verdade. 

“Caso, porém, eu demore, já estarás sabendo como deves proceder na casa de Deus, que é a igreja de Deus vivo, coluna e fundamento da verdade.” (!Tm.3.15)

Na carta aos Gálatas com a veemência condena aqueles que modificam o Evangelho de Jesus Cristo.

“Admiro-me de que tão depressa, abandonando aquele que vos chamou na graça de Cristo, tenhais passado a outro evangelho.  Não que haja outro, mas acontece que algumas pessoas vos estão perturbando e querem corromper o evangelho de Cristo. Pois bem, mesmo que nós ou um anjo vindo do céu vos pregasse um evangelho diferente daquele que vos pregamos, seja maldito! ”   (Gl.1.6-8) 

O autentico discípulo de Jesus Cristo é totalmente obediente à Igreja Católica e como são Paulo Apóstolo ensina, não concorda com as modificações introduzidas nos ensinamentos dos Evangelhos pelas várias crenças.

Ó, Meu Bom Jesus! Peço que, me dês um coração humilde, para que eu seja obediente aos teus ensinamentos que como católico recebo da tua Igreja. Pois obedecer é uma tarefa muito difícil para nós pessoas humanas. Só com a tua graça podemos cumpri-la. Amém.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail