O maior presente

Os quatro Evangelhos descrevem o milagre da multiplicação dos pães. (Mt.14.13-21; Mc.6.31-44; Lc.9.10-17; Jo.6.1-13) Com cinco pães e dois peixes

Os quatro Evangelhos descrevem o milagre da multiplicação dos pães. (Mt.14.13-21; Mc.6.31-44; Lc.9.10-17; Jo.6.1-13) Com cinco pães e dois peixes Jesus Cristo alimentou cinco mil homens e ainda sobraram doze cestos de pedaços. O povo ficou entusiasmado com este milagre e quis forçar Jesus Cristo para que se declarasse o rei deles. Jesus Cristo não aceitou a proposta. Pois Ele não veio para se tornar rei neste mundo. Por isso discretamente se retirou. O povo com obstinação começou a procura-lo. Pois todos pensaram mesmo: sem trabalhar vamos ter comida. O rei deste tipo nos serve. Quando acharam Jesus Cristo, Ele deu lhes uma resposta muito surpreendente. Em verdade, em verdade, vos digo: estais me procurando não porque vistes sinais, mas porque comestes pão e ficastes saciados… Trabalhai não pelo alimento que perece, mas pelo alimento que permanece até à vida eterna, e que o Filho do Homem vos dará. (Jo.6.26) Jesus Cristo promete um alimento que serve para ganhar a vida eterna. O povo entendeu a resposta de Jesus de modo material. Entendeu que eles comendo aquele alimento, que Jesus dará, não vão precisar mais de comida. Mas Jesus deixou os sem jeito quando explicou que esta comida é a carne e o sangue dele. Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Quem come deste pão viverá eternamente. E o pão que eu darei é a minha carne, entregue pela vida do mundo… Quem se alimenta com a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. Pois minha carne é verdadeira comida e meu sangue é verdadeira bebida. (Jo.6.51-55) Ouvindo estas palavras os Judeus ficaram decepcionados com Jesus e até escandalizados. Comer a carne e beber o sangue dele??? Que horror!!! Muitos discípulos que o ouviram disseram então: Esta palavra é dura. Quem consegue escutá-la? A partir daquele momento, muitos discípulos O abandonaram e não mais andavam com Ele. Jesus disse aos Doze: Vós também quereis ir embora? Simão Pedro respondeu: A quem iremos, Senhor? Tu tens palavras de vida eterna. (Jo.6.60-68) A resposta de Pedro é muito interessante, pois parece que ele falou: não entendo aquilo que o Senhor fala, mas creio pois o Senhor fala. Pedro abertamente sem restrições mostrou a sua Fé em Jesus Cristo. Pois a verdadeira Fé é crer sem restrições naquilo que não se vê ou naquilo que não se entende. Pedro creu por causa da autoridade de Jesus Cristo. Pois tudo o que Jesus falava era verdadeiro: Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. (Jo.14.6)

Para os católicos a maior manifestação da sua Fé é crer na Eucaristia, crer que neste pedacinho de pão está presente Jesus Cristo com a sua carne e o seu sangue. A Eucaristia é o maior presente que o povo católico recebe. Este presente abre a porta dos Céus. Por isso os católicos ficam muito interessados e atraídos por ele.

Óh, Bom Jesus! Obrigado pela Eucaristia. A união contigo na Eucaristia me alegra muito. Sinto a sua presença no meu coração. Fico feliz. Ficando junto de Ti tenho a certeza que um dia chegarei aos Céus, onde poderei Te abraçar e de todo o coração expressar a Ti o meu amor. Amém.