Pare de sustentar filhos adultos

Você não tem obrigação de sustentar filhos adultos e não deve comprometer aquele dinheiro que você está guardando para a

Você não tem obrigação de sustentar filhos adultos e não deve comprometer aquele dinheiro que você está guardando para a sua aposentadoria. Se você é um filho adulto saudável que ainda depende dos seus pais ou se você ainda é um pai que sustenta filhos adultos (mentalmente e fisicamente saudáveis), precisa parar e refletir sobre o que está fazendo. É importante conversar em família sobre este tema. A ajuda que os pais dão para os filhos adultos precisa ser temporária, não pode se transformar em uma ajuda permanente. Isto precisa ficar bem claro para os filhos. Quando o(a) filho(a) se separa de um casamento e volta para a casa dos pais, precisa saber que a ajuda é temporária, é importante estabelecer até a data de saída. Já os filhos precisam ter a consciência de que precisam aprender a gerar riquezas e guardar riquezas para o próprio sustento, para o sustento da família que estão formando e para os próprios pais que um dia serão idosos e podem não ter aposentadoria suficiente para se sustentarem. As pessoas precisam buscar a própria independência financeira. Você só será verdadeiramente adulto quando não depender mais dos seus pais financeiramente. Enquanto existir dependência, eles se sentirão livres para interferir na sua vida. Muitos pais usam e abusam desse poder já que existe uma relação de dependência financeira. Existem muitos pais que fazem questão de sustentar filhos adultos para não perder o poder sobre eles. Legalmente filhos são obrigados a sustentar pais idosos, já os pais não são obrigados a sustentar filhos adultos. No futuro, se os seus pais não tiverem condições financeiras você será legalmente forçado a manter seus pais. Não é só um dever legal, mas também um dever moral. Faz parte da natureza humana a acomodação. Enquanto você não aprender a dizer não, seus filhos vão continuar acomodados com aquilo que você pode dar, provavelmente vão exigir cada vez mais. Isto não só prejudica você, mas prejudica muito mais os seus filhos. Eu sei que dói muito negar qualquer coisa para um filho, mas esta dor é necessária para o bem dele, mesmo que no princípio ele não tenha maturidade para compreender o que você está fazendo. É fundamental que ele sinta o peso da responsabilidade nas costas. É fundamental que você permita que ele tome decisões e que assuma a responsabilidade pelas consequências. Sem isto ele continuará uma pessoa fraca e dependente até o dia em que você não estiver mais entre nós.
Se você é o filho que ainda depende dos pais, reflita sobre a sua situação e observe que você precisa buscar a sua autonomia. Isto fará bem para você e para os seus pais. Perceba o quanto eles já investiram na sua vida, seja grato e tente retribuir mostrando para eles que todo o investimento valeu a pena. Invista na sua educação financeira, isso trará muitos frutos positivos para você e para os seus filhos.

Disponível em: www.clubedospoupadores.com/aposentadoria/sustentar-filhos-adultos.html – acessado em 14/03/2018 às 14h e 23min.