Quando a relação familiar se inverte

Com o passar do tempo, os pais deixam de ser nossos super-heróis e ficam frágeis, muito frágeis. E temos que

Com o passar do tempo, os pais deixam de ser nossos super-heróis e ficam frágeis, muito frágeis. E temos que aceitar como filhos essa nova condição, mesmo que por muitas vezes a tendência seja negá-la.

É um problema? Sim, pois na sobrevivência do dia-a-dia, muitos têm dificuldades em dar atenção aos pais idosos, já que é preciso conciliar com essa nova função: a educação dos filhos, o trabalho, administração da casa, dar conta de tudo. E esquecemos de que carinho, tolerância e muita conversa são essenciais na relação com os idosos. Então temos que:

• Conscientizar a família, afinal, todos têm de participar para não sobrecarregar ninguém, dividir tarefas e valores entre os irmãos;
• Estar por perto, temos de ser presentes na vida deles;
• Respeitar suas rotinas e horários;
• Nunca esquecer o quanto temos que agradecer-lhes por tudo que fizeram por nós;
“Esse ato de amor é possível e não deve ser um privilégio de poucos, mas uma realidade de muitos”. O outro lado com humor: O santo marido
Seu Lindomar acaba de morrer. O padre encomenda o corpo e se rasga em elogios:
– O finado era um ótimo marido, um excelente cristão e um pai exemplar!
A viúva vira-se para um dos filhos e lhe diz ao ouvido:
– Vá até o caixão e veja se é mesmo o seu pai que está lá dentro

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail