Responsivo

Dicas para instalar com segurança as luzes de Natal e também economizar

Durante esta semana final ainda dá tempo de tirar as decorações do armário e enfeitar a casa para o período festivo

Com a chegada do Natal muitas famílias deixam de decorar a casa pelo gasto da energia elétrica. Alguns cuidados podem ser tomados com a montagem e a manutenção dos enfeites natalinos, em ambientes internos e externos. As decorações fazem parte da tradição de milhares de famílias e nada melhor que aproveitar esse momento com segurança e sem muito custo.


Conforme a empresa Enel de energia elétrica, a maior parte dos acidentes com eletricidade acontecem por falta de informação, atenção ou pelo uso inadequado de materiais e ferramentas.
Um incêndio, por exemplo, pode iniciar por causa de algum curto-circuito na rede elétrica ou pelo uso prolongado das luzes, que superaquecem e queimam. Também é preciso ficar atento ao aumento do consumo de energia.
Na área externa é necessário atenção à instalação de adereços luminosos. Sem as medidas preventivas as chances de choque elétrico e curto-circuito são maiores, já que a ação do tempo pode ressecar a fiação e a presença de água pode potencializar os efeitos da condução da corrente elétrica.

Dicas para economizar energia
• Na hora de adquirir os “pisca-piscas”, é importante prestar atenção na informação dada em watts (W), contida na embalagem, que corresponde à potência demandada por determinado produto. Quanto maior for a potência, maior será o consumo do enfeite natalino.
• Deixar o pisca-pisca aceso por muito tempo vai gerar um consumo mais alto de energia.
• Outra dica boa é usar produtos com a tecnologia LED, que além de contribuírem para a redução de até 80% do consumo de energia, também são mais seguros.

Dicas de segurança:
• Desligue o pisca-pisca da tomada de energia ao substituir lâmpadas e nunca execute esse procedimento puxando a tomada pela fiação;
• Revise as instalações elétricas da residência antes de iniciar a decoração;
• Na compra dos artefatos luminosos, procure os produtos homologados e com selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Produtos sem a homologação podem provocar superaquecimento, curto-circuito e princípio de incêndio;
• Não coloque as luzes próximas a enfeites feitos de papel ou cartolina. O ideal é não usar esse tipo de decoração na árvore se for utilizar pisca-piscas;
• Estabeleça um horário definido para ligar e desligar. O ideal é das 18h à meia-noite, evitando desperdício de energia e riscos de acidentes e princípio de incêndio;
• Evite deixar a instalação em área sujeita à chuva ou alagamento e não deixe a fiação ao alcance de crianças ou pets;
• Não instale o conjunto de lâmpadas decorativas em estrutura metálica e pontiaguda;
• Em fachadas de prédios ou comércios contrate serviço de um engenheiro, técnico ou eletricista para dimensionar a fiação e a proteção do circuito de acordo com a carga a ser ligada;
Para instalações em fachadas, verifique a proximidade com a rede de energia, pois em casos de chuvas e ventos fortes, a iluminação decorativa pode vir a tocar a rede elétrica e provocar curtos-circuitos.