Série Bronze: CAC busca maior conquista de sua história em Paranavaí

Clube de Cantagalo venceu a partida de ida contra o São Lucas por 2×1 e joga por um empate para conquistar o acesso à Série Prata de 2021

O 21 de novembro de 2020 pode tornar-se o dia mais importante da história do esporte de Cantagalo. O município do Centro-Sul do Paraná, com cerca de 13 mil habitantes, pode, pela primeira vez, ter um clube alcançando um acesso no Campeonato Paranaense de Futsal. Após vencer a partida de ida das quartas de final da Série Bronze, em casa, contra o São Lucas por 2×1, o CAC joga por um empate em Paranavaí, a partir das 19h15  de hoje. 


2011, 2018 e 2019

Em 2011, o Galo disputou a Série Prata como convidado. A campanha foi digna: 5º lugar, atrás de clubes que tornar-se-iam as maiores forças da modalidade, como Foz Cataratas, Keima (extinto), Pato e Toledo. 

Depois daquele ano, o CAC voltou às quadras em 2018, na Série Bronze. Com joias da casa, o time venceu, na 1ª fase, favoritos, como Chopinzinho e Coronel. Nas quartas de final, valendo o acesso, topou novamente com o Coronel. E, depois de perder no Barbosão por 3×1, viu o adversário vencer no Barro Preto por 2×1 e ficar com a vaga.

Nestas campanhas citadas acima, Veto foi o treinador. Mas em 2019 a diretoria abriu mão dele por uma parceria com um empresário de Pato Branco. Apesar da vinda de nomes tarimbados, como Panca e Mortadela, houve decadência em quadra. 

Após um resultado surpreendente em 2018, o torcedor iniciou a temporada na expectativa de um desempenho ainda melhor. Só que o time comandado por Felipe Quadri não engrenou. Após uma vitória, um empate e quatro derrotas – sendo a última a goleada por 6×0, em casa, para o rival Operário Laranjeiras -, ele foi demitido. Paulo César Franco, o ‘Fiapo’, foi contratado, mas deixou o time após perder os quatro primeiros jogos da 2ª fase. Dali em diante, o clube optou por deixar o time na mão do interino Moisés Maximiano. Com uma trajetória arrebatadora, o Galo avançou às oitavas, mas caiu diante do favorito Prudentópolis


A autoridade de Veto

Veto já provou ser uma unanimidade quanto o futsal é o assunto em Cantagalo. No ano passado, distante do Galo, comandou a primeira participação do Caçula na Série Ouro Feminina. De cara, carimbou um honroso 5º lugar. 

E se o nome do técnico já está registrado na história do esporte da cidade, resta a busca por um feito maior, que pode ser conquistado nesta noite. “Diante de um momento como este, um filme passa pela minha cabeça. Volto há 15 anos, quando comecei. Não imaginava que teria tanto sucesso com o futsal de Cantagalo”, disse o treinador. Ele acredita que a viagem a Paranavaí, distante 437 quilômetros, pode desgastar o elenco, mas que ainda assim está preparado. 

Durante a semana, em reportagem ao Correio, o ala Ronaldinho disse que o elenco tem capacidade para “sofrer menos” em quadra. Ele se referiu às atuações na derrota fora de casa para o Fazenda, por 6×3, ainda na 1ª fase, ao empate no Barbosão por 1×1 com o Itambé, pelas oitavas, e à vitória na primeira partida contra o São Lucas. Neste último, após abrir 2×0, o Galo sofreu o primeiro gol e por pouco não leveu o empate. O adversário perdeu um pênalti. Veto garante ter trabalhado durante as últimas semanas em busca de corrigir os erros. “Perdemos onde podíamos. Agora, não podemos mais”, crava. 

Ídolo da torcida, o goleiro Júnior é dono absoluto da camisa 1 desde 2018. Agora, ele espera alavancar a carreira subindo o time de divisão. “Tem uma expectativa grande na cidade. É o jogo mais importante da história do CAC. Eu não vivo exclusivamente do esporte, mas um acesso pode abrir muitas janelas do futsal”.

Caso o São Lucas vença, por qualquer placar, o duelo segue para a prorrogação. No tempo extra, o empate dá acesso aos paranavienses, que possuem melhor campanha geral. 

Em caso de eliminação, os dois clubes ainda assim podem conseguir o acesso. Para isso, precisam terminar a fase entre a 5ª e 6ª melhor campanha. Neste ano, a Federação ampliou as vagas de quatro para seis.


Paranaense de Futsal – Série Bronze – Quartas de final – Volta

Sábado – 21/11

São Lucas x CAC – 19h15 – (1×2 ida)

 

Fazenda x Lokomotiva – 20 horas – (3×4 ida)

Apucarana x Medianeira – 20h30 – (1×6 ida)

Mangueirinha x Itaipulândia – 20h30 – (5×4 ida)