Ceagro e BB distribuem cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade

Ação que engloba 2667 famílias será aplicada em municípios da região

Desde ontem (3) e até amanhã (5), 2667 famílias de oito municípios do Paraná vão receber 80 toneladas de alimentos produzidos por camponeses e camponesas de áreas da Reforma Agrária e da Agricultura Familiar. A ação é realizada pelo Centro de Desenvolvimento Sustentável e Capacitação em Agroecologia (Ceagro) em parceria com a Fundação Banco do Brasil, por meio do projeto “Brasileiros pelo Brasil”.

O público atendido pela ação faz parte das 116,8 milhões de pessoas que vivem em situação de insegurança alimentar no Brasil, sem o suficiente para se alimentar ou em situação de fome – segundo pesquisa da Rede Penssan (Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar), de dezembro de 2020.
Em Laranjeiras do Sul, 517 famílias serão contempladas no total.

“A pandemia contribuiu para agravar as contradições e problemas históricos da sociedade capitalista, como a falta de acesso aos direitos humanos fundamentais básicos como acesso à moradia, à saúde, trabalho e renda e à alimentação adequada e de qualidade. No campo e na cidade os trabalhadores e a população que vive em situação de vulnerabilidade social sentem os principais efeitos dessa crise estrutural que se agravou com a pandemia, a pobreza e a fome”, avalia Thaile Lopes, integrante da coordenação do Ceagro e produtora agroecológica do Assentamento 8 de Julho, de Laranjeiras do Sul.

Cada cesta terá arroz (cinco kg), feijão (dois kg), fubá (um kg), folhosa (uma unidade de alface, almeirão, escarola, rúcula ou couve), brassica (uma unidade de brócolis, couve flor ou repolho), raízes/tubérculos (dius kg de mandioca ou batata doce), ovos (uma dúzia), fruta (dois kg), leite integral (dois litros), açúcar mascavo (um kg), chá mate (250 gr), banha suína (um kg), limão (500 g), tempero verde – cebolinha/salsinha (500 g) e farinha de trigo (5 kg). Das 80 toneladas, 20 toneladas são in natura e as outras 60 agro-industrializadas/processadas. Também será entregue um sabão em barra para higiene pessoal.

Na região, as cestas de alimentos vão ser distribuídas nas seguintes cidades e datas:

Rio Bonito do Iguaçu – Hoje – 4/11 – 9 horas – 200 cestas.

Palmital –  Hoje – 4/11 – 9 horas – 100 cestas.

Laranjal – Hoje – 4/11 – 13 horas – 100 cestas.

Quedas do Iguaçu – Hoje – 4/11 – 13 horas – 450 cestas.

Espigão Alto do Iguaçu – Hoje – 4/11, às 13 horas – 100 cestas.

Laranjeiras do Sul – Hoje – 4/11-  8 horas : – 517 cestas.

Nova Laranjeiras – Amanhã –  5/11 – 9 horas – 400 cestas.

Ao todo, 3.715 agricultores/as familiares vinculados aos grupos de agroecologia, associações, cooperativas, agroindústrias destinaram alimentos para a ação. As cestas terão cerca de 30 quilos cada, com mais de 70% dos itens produzidos de forma agroecológica ou em processos de transição, sem uso de agrotóxicos e com relações justas de trabalho e cuidado com o meio ambiente.  O único item vindo de fora do Paraná é o leite integral, produzido pela Cooperativa Regional de Comercialização do Extremo Oeste de Santa Catarina (COOPEROESTE).

Cada item simboliza também o esforço de famílias camponesas na produção de alimentos saudáveis. O feijão, por exemplo, vem direto do Grupo de Agroecologia e Associação de Produtores Rurais Orgânicos Nova Alternativa, de Laranjal, da Associação dos Produtores Rurais da Comunidade do Xaxim/Grupo Palmeirinha, de Palmital, e da Cooperativa Agroindustrial de Produção e Comercialização Conquista (COPACON), localizada no assentamento Eli Vive, em Londrina.

Em maio de 2020, a CEAGRO e a Fundação BB já haviam partilhado 80 toneladas de alimentos pelo estado (em duas etapas). Agora, serão 80 toneladas em apenas uma etapa.

Quer ficar por dentro das novidades? Então nos acompanhe pelo Facebook | Twitter | YouTube | Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail