Devido à baixa adesão, Campanhas de Vacinação foram prorrogadas em Laranjeiras

Conforme dados da secretária de Saúde, menos da metade do público-alvo foi imunizada. Apenas 47,5% dos laranjeirenses estão com a vacina em dia

Mesmo tendo iniciado no começo de abril, a Campanha de Vacinação contra a Gripe em Laranjeiras do Sul está aquém do esperado.

Conforme dados da secretária de Saúde, menos da metade do público-alvo foi imunizada. Apenas 47,5% dos laranjeirenses estão com a vacina em dia.

Diante da baixa procura, a Saúde do município prorrogou até dia 24 de junho a vacinação para os grupos prioritários. A meta é imunizar 13.156 pessoas. Todas as unidades de saúde de Laranjeiras  estão aplicando as vacinas das 16 às 17 horas.

Público alvo

A vacinação é voltada para crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias), gestantes e puérperas, povos indígenas, professores, pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, forças de segurança e salvamento e forças armadas, entre outros.

Na primeira fase, que aconteceu de 4 de abril a 2 de maio, os idosos e trabalhadores de saúde receberam a dose. Apesar da etapa já ter sido finalizada, eles ainda podem ser vacinados nas unidades. Vale lembrar que a vacinação é gratuita. A recomendação é levar a carteirinha de vacinação para manter o documento atualizado. Além disso, é obrigatório o uso de máscara dentro das unidades de saúde.

Sarampo

A Saúde salientou, que também está prorrogada, até o dia 24 de junho, a Campanha de Vacinação contra o Sarampo, voltada para crianças de seis meses até cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias). A cobertura da vacinação também é baixa em Laranjeiras do Sul.

Vale frisar que o sarampo é uma doença infecciosa grave, provocada por vírus, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, podendo ser contraída por pessoas de qualquer idade. É caracterizada por febre, inflamação das mucosas do trato respiratório, erupção maculopapular generalizada seguida por descamação. É importante lembrar que a única forma de prevenção é a vacina disponível no Sistema Único de Saúde (SUS).

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail