Laranjeiras volta a ter núcleo da Adapar

Laranjeiras volta a ter núcleo da Adapar

O novo chefe do núcleo regional da Secretaria de Abastecimento e Agricultura do Paraná (Seab), Valter Rodacki, está comemorando os feitos alcançados em Laranjeiras. Após alguns anos, o município voltou a ser sede de uma regional da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar). Agora, a cidade da Cantu reúne todos núcleos do setor rural do estado, contando com o Adapar e o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-PR).

São 10 os municípios atendidos por essas regionais: além da cidade-sede, contam com os serviços Diamante do Sul, Espigão Alto do Iguaçu, Guaraniaçu, Marquinho, Nova Laranjeiras, Porto Barreiro, Quedas do Iguaçu, Rio Bonito do Iguaçu e Virmond. 

Adapar

Valter Rodacki explica que os projetos e recursos para o meio rural que são repassados pelo governo do Paraná são distribuídos aos municípios através da Seab. Com a volta da Adapar, é possível

Função

Os projetos e recursos do estado são repassados aos municípios através da regional da Seab para que sejam distribuídos. “Hoje, retomamos o núcleo da Adapar, que trata especificamente da defesa sanitária animal e vegetal dentro do sistema da Seab. É mais uma entidade com o propósito de atender o produtor rural”, enfatizou.

Na tarde de quarta-feira (3), Rodacki recepcionou a engenheira agrônoma Cristiane do Rocio Kruger. Ela passa a ser a supervisora regional da Adapar. “Estamos tendo essa oportunidade de volta. O agronegócio regional, o produtor rural e todo o aparato do ramo vão ganhar. Vamos ter a oportunidade de atender mais e melhor todas as pessoas que necessitam de recursos não só financeiros, mas técnicos e informativos de toda a estrutura do Paraná”, diz Valter.

Febre Aftosa

A volta da Adapar para Laranjeiras do Sul abre a possibilidade para que os produtores de rebanho retirem a vacinação da febre aftosa. “O controle passou a ser no mesmo período com a declaração dos rebanhos bovino, caprino, robalino, suíno…Em fim, de todos os existentes nas propriedades”, explica a veterinária Márcia Zago.

A Adapar fornece o serviço de atualização cadastral dos animais, para que assim o produtor possa estar em dia com o cadastro e consiga os documentos necessários para transportar os animais.