Projeto de incentivo a leitura é realizado pelo Colégio Gildo

O objetivo é integrar as famílias e a escola no processo de desenvolvimento social e cultural através das habilidades leitoras

O colégio estadual Gildo Aluísio Schuck está realizando o projeto “Leitura Cidadã”, com o apoio do escritor cascavelense Siro Reis Stempinhaki autor do livro “O diário do andarilho sem sombra”, com a participação da professora Eronice Ribeiro Leandro da escola Aluízio Maier e José Bonifácio, além da pedagoga Terezinha Roxa e o diretor do colégio Elcio de Bona.

O objetivo do colégio é integrar as famílias e a escola no processo de desenvolvimento social e cultural através das habilidades leitoras despertando o gosto, prazer e interesse pela leitura e por meio do “Projeto Leitura Cidadã”.

A professora Eronice conta que duas vezes na semana as famílias vão até o colégio para retirar o leite e pão dos seus filhos dentro do programa do governo “Leite das Crianças”. Nessa ocasião eles encontrarão os estudantes do curso de formação de docentes, membros do Grêmio estudantil do colégio, direção e equipe pedagógica, fazendo as orientações da importância do hábito de ler no cotidiano das famílias, até como apoio dos alunos na escola.

Essas famílias poderão pelo menos uma vez no mês ou quando quiserem, levar livros da sacola literária – que serão confeccionadas pelas costureiras Luciane Cristina Meira e  Nelci Fernandes -, um caderno para deixar anotado os registros dos momentos de leituras ou parte que mais chamou atenção. “Uma vez no mês, quando acalmar a pandemia, realizaremos alguns minutos de socialização dessas leituras em forma de círculos de leitura no colégio e nas casas. Em todos os bimestres serão feitos palestras com professores e escritores da região”, diz Eronice.

Na segunda-feira (10) o escritor Siro, fez a doação de vários exemplares para apoiar o projeto de leitura, com obras literárias de outros escritores da região que faziam parte de seu acervo próprio.

Importância da leitura

A leitura é algo importante na vida do ser humano. Ler estimula a criatividade, trabalha a imaginação, exercita a memória, contribui com o crescimento do vocabulário e a melhora na escrita, além de outros benefícios.

Para a professora esse projeto é uma pequena ação, mas que pode ter no futuro um grande movimento. “Se conseguirmos fazer as famílias pegarem o gosto pela leitura, as crianças serão grandes leitores, certamente serão cidadãos bem diferentes do que temos hoje, mais conscientes e mais críticos, então pela leitura essa geração que está vindo realmente queiram mudar o Brasil”, afirma Eronice.

Em breve a professora espera poder levar o projeto do Colégio Gildo que já é uma extensão do seu trabalho na escola Aluísio Maier, também para a escola José Marcondes, pois segundo ela possui bastante crianças carentes que frequentam, mas o objetivo desde o começo é ampliar conforme as possibilidades.

Futuramente Eronice diz que pretendem reunir os escritores de Laranjeiras e região para participar de uma tarde de leitura, assim que a pandemia passar.

Está sendo feita arrecadação de doação de livros para o projeto, quem tiver a disponibilidade em doar pode procurar o colégio.