Sequestro de Tamires foi o mais longo da história do Paraná

Por Banda B Foram mais de 130 horas de angústia, que terminaram por volta das 23h de ontem (21), com

Por Banda B

Foram mais de 130 horas de angústia, que terminaram por volta das 23h de ontem (21), com o resgate da médica Tamires Gemelli da Silva Mignoni, filha do prefeito de Laranjeiras do Sul, Berto Silva. Tamires chegou a Laranjeiras já na madrugada de hoje (22) e foi recebida com festa por uma multidão.
Tamires foi localizada em Cantagalo, cidade a menos de 40 quilômetros de Laranjeiras do Sul, em ação conjunta de policiais civis do Tigre (Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial), do Paraná, e do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), do Rio Grande do Sul. Três pessoas, sendo dois homens e uma mulher, foram detidos no cativeiro onde a médica era mantida refém.

De acordo com a Polícia Civil, Tamires estava bem e  não tinha ferimentos. Ela permaneceu por mais de 130 horas em poder dos criminosos, o sequestro mais longo da história do Paraná.

Sequestro

A médica havia sido sequestrada no fim da manhã de sexta-feira (16), em Erechim (RS), onde mora. Ela deixava a unidade de saúde na qual trabalha quando foi raptada pelos criminosos. Tamires foi levada no próprio carro, que foi localizado poucas horas mais tarde. Desde então, foram momentos de tensão vividos por familiares e amigos.

Na segunda-feira (19), a família desmentiu a informação de que os sequestradores haviam pedido R$ 2 milhões pelo resgate da vítima. Agora, a Polícia Civil segue com as investigações para identificar outras pessoas envolvidas no crime, bem como a motivação do sequestro.

Confira o momento em que Tamires chega em Laranjeiras do Sul com muita festa.