Economista dá dicas para não se endividar com compras de Natal

Economia

O Natal e o Ano Novo têm grande importância para o comércio, a indústria e o setor de serviços. Veja como preparar-se para o período com economia

  • Compartilhe Essa Notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Crédito: Geovana Dudek
Crédito: Geovana Dudek

Presentes, ceias, contas, impostos... São tantas as despesas no final e início de ano que, se não houver um bom planejamento, a vida financeira pode desandar da noite para o dia. Sendo assim, a economista Patricia Bonatto dá algumas orientações para entrar em 2018 com as suas finanças no controle, aproveitando o momento da melhor maneira possível.

Segundo a economista, a primeira e mais importante recomendação é fazer pesquisa antes de comprar. “Existem os atacadões que oferecem produtos a preços menores”, complementa.

Os produtos importados devem ser deixados de lado e trocados por nacionais, pois o dólar está muito alto e automaticamente o produto acaba encarecendo. Além disso, comprar sem exagero, somente o essencial para o Natal e o Ano Novo.

As compras, conforme a economista, devem ser pagas preferencialmente à vista. Caso haja necessidade de parcelar, essas devem ser feitas em menos vezes possível.

 PRECAUÇÃO

“Um recomendação importante é reservar uma parte do décimo para o próximo ano, pois após o Carnaval a situação econômica sempre fica mais difícil”, indica.

Ela aconselha que, para não deixar de participar dos amigos secretos, o presente seja de no máximo R$ 50. Essa é uma forma até mesmo de economizar, pois com a brincadeira, cada pessoa compra presente para um e todos saem presenteados. “Notamos que até a Black Friday não fez tanto sucesso no Brasil, como em outros países”, acrescenta.

 COMPARTILHAMENTO

“Outra dica importante é de que as pessoas que vão na casa do outro para celebrar o Natal e o Ano Novo levem um prato e a bebida que será consumida. Este será o Natal de compartilhamento, diferenciado devido a situação econômica”, aconselha.

Em janeiro, iniciam as grandes promoções de queima de estoque das lojas, então, conforme Patricia vale pensar se não é melhor deixar para fazer as compras de presentes atrasado.

Orientações para compra de presentes

*Procure descobrir o que a pessoa que você irá presentear realmente está necessitando;

*Caso não tenha dinheiro é preciso conversar com as pessoas e mostrar o problema, lembre-se se as pessoas querem o seu bem e por isso não é o presente que fará a diferença;

*Compre com antecedência e pesquise, estas ações com certeza farão grande diferença no orçamento, procure promoções e sites de compra coletiva, mas cuidado para saber se realmente é confiável;

*Ao decidir o que deseja comprar, procure modelos similares que tenham as mesmas funcionalidades. Mas cuidado com a qualidade, pois o barato pode sair caro;

*Lembre que o Natal é uma data importante e não deve ser interpretada como data comercial e sim como data de união e família.

Dicas para ceias baratas

*Procure os amigos e parentes para fazer a ceia natalina em conjunto, com isso todos conseguirão economizar;

*Ficar em casa e curtir este momento em família e amigos são recomendações econômicas que valorizem o significado da data (união com que gostamos);

*Não deixar para última hora as compras de produtos para as festas é o caminho para não pagar mais caro;

*A resposta para economia pode estar em casa, use a imaginação e faça receitas com produtos que já possui, capriche na apresentação e terá uma ceia deliciosa;

*Capriche numa decoração com materiais que já possui ou reciclados. Economia e beleza podem andar junto, não é necessário gastar fortuna com produtos caros, reutilize a decoração de natais passados;

*Será que é necessário comprar roupas novas para esta ocasião? Será que não tem nada que possa ser utilizado e ficar adequado? Se for necessário gastar compre algo que usará novamente.

 

  • Compartilhe Essa Notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter