Produção de vinho colonial no Paraná será debatida na Comissão de Agricultura

Agronegócio

  • Compartilhe Essa Notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Divulgação
Divulgação

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural debate nesta quinta-feira (7) a produção de vinho colonial no Paraná, especialmente na região de Irati.


De acordo com o deputado Evandro Roman (PSD-PR), que propôs o debate a produção artesanal na comunidade de Pinho de Baixo, no município de Irati, é conhecida por sua qualidade. A comercialização é realizada apenas em casa, mediante alvará da Prefeitura, não sendo distribuída em estabelecimentos comerciais.


O parlamentar destaca que os produtores vêm enfrentando dificuldades em se adaptar às normas e padrões cada vez mais rígidos, exigidos pelo Ministério da Agricultura. “Recentemente, várias famílias foram obrigadas pelos fiscais agropecuários a jogar fora 4 mil litros de vinho por estar em desacordo com as normas do Ministério da Agricultura, segundo os agentes públicos”, afirma.


Foram convidados para o debate produtores da região de Irati e representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; da Receita Federal do Brasil; e da Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Paraná.

  • Compartilhe Essa Notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter