Sequência de mortes em Quedas pode ser disputa de facções

Notícias Policiais

Durante a ação que culminou na morte de Jair Bicheiro, na manhã de quarta-feira (8), foram encontradas munições que normalmente são usadas pelo crime organizado

  • Compartilhe Essa Notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
Taroba News
Taroba News

A morte do Secretário de Obras de Quedas do Iguaçu, Jair Andrade, conhecido por Jair Bicheiro, engrossou a estatística de violência no município. De acordo com o delegado da cidade, Michel Leite Pereira da Silva, que assumiu a delegacia em 15 de junho do ano passado, todos os crimes mais recentes, estão sendo investigados, alguns deles já com suspeitos, no entanto de acordo com ele, os trabalhos seguem em sigilo, portanto os detalhes sobre as investigações não podem ser divulgados.

A onda de violência que assola o município cresceu nos últimos meses e o número de crimes com requintes de execução vem chamando a atenção das autoridades e da população que vive um período de insegurança.

Boatos não confirmados pelas autoridades policiais, dão conta de que pode haver uma disputa entre facções ligadas ao PCC e a outros comandos do crime, com ramificações em outros estados.

Fato que chamou a atenção; é que um homem, que já residiu em Quedas do Iguaçu, foi preso no Rio de Janeiro pela PRF com um arsenal composto por 61 pistolas 9mm, um fuzil e várias munições de diversos calibres.

Durante a ação que culminou na morte de Jair Bicheiro, na manhã de quarta-feira (8), foram encontradas munições que normalmente são usadas pelo crime organizado o que reforça a tese de uma disputa entre facções criminosas.

 

Linha do tempo


Quinta-feira 29 de junho 2017

João Carlos Prado foi executado no centro de Quedas do Iguaçu. Segundo informações de quem estava no local, três homens encapuzados desceram de um veículo e executaram ele no meio da rua com vários tiros de calibre 12 e pistola.

 

Sábado, 15 de julho de 2017

Gilberto da Silva, 41, foi alvejado por vários disparos de arma de fogo. Segundo informações a vítima estava em casa e quando saiu para atender os cachorros que estavam latindo foi surpreendido pelos tiros. Segundo informações extraoficiais a vitima já tinha passagem pela polícia por contrabando e descaminho.


Dia 26 de julho de 2017

Daniel Alves do Nascimento, foi morto num confronto com a polícia no dia 26 de julho, após resistência e fuga, no bairro Kennedy. Populares disseram no local do crime que Daniel teriam ligação com o grupo de João do Prado, assassinado em 29 de junho.


Sábado, 19 de agosto de 2017

Um homem, identificado como Itamir Luiz Antunes, sogro do João do Prado, estava trafegando com seu veículo, quando um outro carro passou por ele e um ocupante efetuou vários disparos.

Após ser atingido Itamir perdeu o controle do veículo e acabou batendo em uma árvore.

 

Segunda Feira, 21 de agosto de 2017


Um jovem de 19 anos, foi morto com um tiro na cabeça enquanto dormia. Segundo a polícia, o assassino invadiu a casa, que fica na Rua Macaúba, na Vila Dias, em Quedas do Iguaçu, por volta das 6h e surpreendeu a vítima.

 
Domingo, 03 de setembro de 2017

Jovem identificado como E.D.H é assassinado a tiros em Quedas do Iguaçu, PM ainda perseguiu carro do suspeito do homicídio.

 

Domingo, 24 de setembro de 2017

Um jovem de 16 anos, morreu alvejado a tiros, o outro foi encaminhado para a Casa Hospitalar em Cascavel em estado grave.

 

Domingo, 08 de outubro de 2017

Marcos Antonio Kruster de Camargo foi assassinado com tiros no pescoço e na cabeça na rua Açai, na Vila Dias, em Quedas do Iguaçu. Populares disseram apenas ter ouvido os disparos e ninguém soube dar detalhes do crime.

 
Terça-feira, 17 de outubro de 2017

Jovem de 24 anos foi executado com pelo menos 10 tiros em Quedas do Iguaçu.

Crime foi registrado na Rua Baobás, próximo a escola do Caic, no bairro Alto Recreio.

João Cleiton de Souza, conhecido como Limãozinho fazia segurança ao grupo também de João do Prado.

 

Quarta-feira 08 de novembro de 2017

O secretário municipal de Obras de Quedas do Iguaçu, f Jair de Andrade, conhecido como "Bicheiro", morreu no portão da casa dele, quando saía para trabalhar. Em março deste ano, Jair já havia sofrido uma tentativa de assassinato. Informações extraoficiais apontam que Bicheiro vinha temendo pela sua vida nos últimos dias, com rumores que seria um dos desafetos do grupo de João do Prado.

  • Compartilhe Essa Notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter