Responsivo

Tempo: calor extremo chega esta semana ao Brasil

Temperaturas próximas ou acima de 40ºC são esperadas em várias áreas do país

A MetSul Meteorologia emite um alerta para um episódio excepcional de calor que afetará grande parte do Brasil nos próximos dias. As temperaturas esperadas para esta semana e a próxima estão previstas para superar amplamente os valores médios históricos de temperatura máxima em todas as regiões do país, com alto potencial para quebrar recordes, tanto para setembro como absolutos.

Massa de Ar Escaldante

Uma massa de ar extremamente quente se instalará sobre o Brasil nos próximos dias. Embora o calor já seja sentido no Centro-Oeste e no Sudeste no início desta semana, na segunda metade da semana, essa massa de ar se intensificará ainda mais, elevando as temperaturas a níveis atipicamente altos, mesmo para setembro. Esta situação representa um alto perigo devido à gravidade do calor esperado, exigindo a atenção das autoridades. Vários estados enfrentarão calor intenso a extremo, incluindo o Paraná.

Paraná e Outros Estados

O Paraná, juntamente com outros estados como Mato Grosso do Sul, São Paulo, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal, Rondônia, Amazonas, Pará, Tocantins, Bahia, Piauí e Maranhão, será fortemente afetado por essa onda de calor. Temperaturas próximas ou acima de 40ºC são esperadas em várias áreas desses estados.

A região do Centro-Oeste, especialmente o Mato Grosso e o Mato Grosso do Sul, enfrentarão as temperaturas mais extremas, com marcas acima dos 40ºC na maioria das cidades. O Pantanal e áreas próximas podem atingir temperaturas ainda mais extremas, com máximas entre 43ºC e 45ºC, devido à concentração da cúpula de calor entre o Paraguai e esses estados.

Possibilidade de Recordes

Há uma possibilidade significativa de que recordes históricos de temperatura sejam quebrados durante esse episódio de calor extremo. São Paulo, por exemplo, poderá testar ou até mesmo superar seus recordes de temperatura, com máximas próximas a 40ºC no interior e até 37ºC a 39ºC na capital. Recordes mensais e absolutos podem cair em várias cidades afetadas por esse calor excepcional.

Bolha de Calor

Esse calor excepcional é causado por uma bolha de calor, também conhecida como domo ou cúpula de calor, que ocorre quando áreas de alta pressão permanecem estacionárias sobre a mesma região por dias ou semanas, prendendo ar quente sob ela. Nesse caso, a bolha de calor estará centrada entre o Paraguai e o Centro-Oeste do Brasil, causando essa onda de calor sem precedentes.

A população deve se manter informada sobre os alertas meteorológicos e tomar medidas adequadas para se proteger do calor extremo. Autoridades também devem estar preparadas para responder a essa situação de alto risco.