Polícia Civil avisa, cuidado com golpes no agendamento do RG

“O site da PCPR é o único que faz o agendamento para dias e horas determinados para renovação do RG ou confecção de primeira via. Não existe outro site que possa fazer esse agendamento de forma segura”

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) divulgou comunicado em seu site oficial alertando que sites fraudulentos estão aplicando golpes ao oferecer agendamento para confecção de carteira de identidade. Para agendar uma ida a um posto de identificação o cidadão deve acessar exclusivamente o portal da instituição – www.policiacivil.pr.gov.br.

Ao usar o site oficial evita-se que dados pessoais e bancários sejam utilizados por golpistas.

“O site da PCPR é o único que faz o agendamento para dias e horas determinados para renovação do RG ou confecção de primeira via. Não existe outro site que possa fazer esse agendamento de forma segura”, orienta o delegado da PCPR, Marcus Michelotto. 

Existem sites que atuam como “despachantes”, sob o pagamento de taxa, para que o agendamento seja realizado. O delegado salienta o uso seguro apenas da página oficial da instituição. “Existem diversos endereços que se parecem com o da Polícia Civil e Instituto de Identificação, mas apenas o www.policiacivil.pr.gov.br deve ser acessado pelo cidadão, sem riscos de fraude”, diz Michelotto. Na aba “documentos” é possível encontrar o link para o agendamento. 

Agendamento

A marcação de dia e horário para a confecção de 1ª via do RG é obrigatória para todas as pessoas, exceto para aquelas que se encaixam em atendimento prioritário. Pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, pessoas com deficiência, gestantes, lactantes, pessoas com crianças de colo e obesos não precisam agendar e devem se dirigir diretamente aos postos de identificação, conforme lei 10.048 de 2000.  

No dia agendado, o usuário deve comparecer com a original ou cópia autenticada da certidão de nascimento ou de casamento no posto de identificação escolhido. 

Estelionato

O delegado da PCPR Emmanoel Aschidamini explica que ao acessar sites não oficiais, o usuário acaba fornecendo dados sensíveis aos criminosos, podendo ser vítima de estelionatários.

“Nós orientamos que não sejam fornecidos dados a sites não oficiais. Informações coletadas através de sites falsos ou intermediadores podem ser usados indevidamente para abertura de contas bancárias, empréstimos pessoais, clonagens de cartões de crédito e até compras indevidas”, diz o delegado da PCPR. 

O fornecimento de número de cadastro de pessoa fisica, registro geral e foto através de links desconhecidos é uma ação perigosa para o cidadão. 

Cibercriminosos

A aplicação desse golpe é feita pela internet. Delegado da PCPR José Barreto orienta que todo cidadão vítima do golpe faça registro da ocorrência através da página www.policiacivil.pr.gov.br, na aba “boletins de ocorrência”, ou faça o procedimento na delegacia mais próxima. 

Criadores e mantenedores de sites falsos podem responder por falsa identidade, invasão de dispositivo informático, uso indevido de logotipo/símbolo público e estelionato por fraude eletrônica.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail