Responsivo

Estradas rurais das PRs 364 e 565 receberão serviços de conservação

Para efetuar o trabalho nos trechos de Goioxim, Marquinho e Porto Barreiro, serão investidos mais de R$ 4 milhões. As empresas vencedoras da licitação devem iniciar as obras em breve

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), vinculado à secretaria de Infraestrutura e Logística (SEIL), oficializou a homologação da licitação destinada à realização de serviços de conservação em trechos não pavimentados das rodovias PR-364 e PR-565.

A publicação ocorreu tanto no Diário Oficial quanto no portal Compras Paraná, consolidando um marco para a infraestrutura viária dos municípios de Marquinho, Goioxim e Porto Barreiro, na região Centro-Sul do estado.

Consórcio e contrato

O Consórcio GH Goioxim Marquinho, formado pelas empresas Gaissler Moreira Engenharia Civil Ltda. e Hellman Construtora de Obras Ltda., emergiu como o vencedor da disputa, apresentando uma proposta de preço de R$ 4.277.777,77.

Esse consórcio será responsável por executar uma série de serviços essenciais, incluindo cascalhamento, regularização de leito por meio de patrolamento, retaludamento, escavação de vala lateral rasa, construção de saídas d’água, entre outros.

Abrangência e benefícios

Os trabalhos planejados beneficiarão diretamente 27,7 mil habitantes, abrangendo os municípios de Goioxim e Marquinho na PR-364, além de Porto Barreiro na PR-565. Ao todo, serão contemplados 57,59 quilômetros de estradas não pavimentadas, garantindo melhores condições de tráfego e segurança para os usuários.

Importância regional

O prefeito de Marquinho, Elio Bolzon Junior (Pode), destacou a relevância dessas obras para a região, enfatizando o impacto positivo que terão na conectividade e no desenvolvimento local.”Essa iniciativa é de suma importância para toda a região, considerando que a PR-364, com a qual inclusive nos comprometemos com o governador, perpassa por Marquinho, Cantagalo e Goioxim”.

O prefeito ressaltou ainda a colaboração e o empenho das autoridades locais na busca por melhorias na infraestrutura viária, mencionando audiências com o deputado Alexandre Curi  (PSD) para reivindicar ações concretas nesse sentido.

Parceria entre município e DER/PR

Juninho também detalhou a dinâmica prévia de manutenção da estrada por parte do município, em virtude da alta demanda e da necessidade de garantir a transitabilidade da via. “Com o contrato agora homologado, a responsabilidade pela execução dos trabalhos de conservação passa integralmente para o consórcio vencedor, sob supervisão e fiscalização do DER/PR”, ressalta.

Cronograma e próximos passos

O prefeito relatou que com a homologação do contrato, o foco agora se volta para os trâmites administrativos internos visando à assinatura do contrato e à emissão da ordem de serviço. “O início das atividades está condicionado a esses procedimentos, os quais serão acompanhados de perto pela Superintendência Regional Campos Gerais do DER/PR”, finalizou.