Editorial
Uma nova profissão?

O significado de influenciar é induzir (alguém) a fazer alguma coisa, a se comportar de determinada maneira ou a pensar de um determinado modo. Ocasionar ou ser alvo de modificações (físicas ou intelectuais): o caráter influencia comportamentos; os pais agem juntos e se influenciam na educação de seus filhos; a Lua influencia as marés.
O influenciador digital não foge a regra, ele usa as mídias sociais para mostrar comportamentos, tendências, novidades, interagindo seu cotidiano com os seguidores.  
Com a facilidade crescente do acesso à informação, ser criador de seu conteúdo é algo totalmente possível nos dias de hoje. A distância entre alguém famoso e o usuário comum estão diminuindo, fazendo com que as pessoas se identifiquem cada vez mais com gente que é “gente como a gente”.
Por conta desse fenômeno, foi criado o termo “influenciador digital” que caracteriza a influência que alguém pode exercer por simplesmente criar um conteúdo que atraia um público nas redes sociais.
“Um levantamento do Instituto QualiBest apontou que 73% das pessoas ouvidas compraram produto por indicação de um influenciador digital”.
São inúmeras as empresas/marcas consolidadas que estão se rendendo aos influenciadores digitais. 
Os influenciadores, que até pouco tempo era privilégio dos grandes centros, se tornaram um meio de vida, para moradores de cidades menores, como Laranjeiras do Sul. Duas jovens são exemplos de sucesso nessa área na nossa região e são temas de reportagem na edição de hoje, na página 3. 
A matéria mostra detalhes de como elas iniciaram a atividade, como se comportam, o resultado econômico dessa inserção e da receptividade do público.
Só para lembrar, o grande número de usuários ativos nas mídias sociais pode fazer seu queixo cair.  O Facebook tem mais de 2 bilhões, o Instagram tem 800 milhões e o Twitter tem cerca de 330 milhões de usuários ativos mensais. Isso oferece uma oportunidade lucrativa para as marcas alavancarem o marketing de influência social.  Na verdade, uma pesquisa da Bloglovin, mostrou que 63% das empresas aumentaram seus orçamentos de marketing de influenciadores este ano. 
Para se ter ideia da importância da atividade, um projeto de lei para regulamentação da profissão de influenciador digital, foi proposto na Câmara dos Deputados em Brasília.