Comunidade de Linha Nova faz arrecadação para construir nova gruta do Senhor Bom Jesus

Na comunidade da Linha Nova, em Rio Bonito, ocorre anualmente a festa em honra ao Senhor Bom Jesus, onde cerca de três mil pessoas passam pelo local em 6 de agosto.

Como forma de promover o lazer e o turismo religioso, a comunidade de Linha Nova, de Rio Bonito do Iguaçu, está arrecadando dinheiro para a construção de uma nova gruta da Paróquia Santo Antônio de Pádua.

Já existe uma gruta nas proximidades da Igreja. Ela é utilizada com mais frequência em agosto, mês em que se reverencia o Dia do Senhor Bom Jesus, padroeiro da comunidade.

De acordo com o coordenador do Conselho Pastoral da paróquia, Edonir Baroni, durante a festa comemorativa cerca de três mil fiéis visitam o local. Diante disso, há a necessidade de ampliação da gruta. Hoje, a capacidade da gruta é de três a quatro pessoas. Oprojeto prevê a ampliação para 20.

Parceria com a Coprossel

O projeto foi idealizado em parceria com o Programa de Desenvolvimento de Lideranças Femininas da Coprossel e busca alcançar R$ 182 mil em doações, valor estimado para a construção.

Para a cooperativa, a obra promoverá a região. “Além de aumentar a visitação de pessoas, esta obra servirá de ponto turístico e lazer, sendo ela ampla, moderna, acessível e acolhedora”.

“Esse projeto é um sonho da comunidade, que com parceria e apoio do grupo de Mulheres Unidas pela Fé vai se tornar realidade”, diz Edonir.

Arquiteto doou projeto

O arquiteto Rovani Baroni fez a doação do projeto e explica as características da nova gruta. “O formato da cobertura da capela representa a forma humana carregando a cruz. Faz referência ao sofrimento de Cristo. A proposta usa materiais em concreto aparente e madeira, evidenciando naturalidade e pureza. O piso interno apresenta declive rumo ao altar, possibilitando que todos o vejam a partir dos bancos”.

Na parte externa, haverá um queima velas em aço em formato de coroa de espinhos. O local terá ainda uma fonte, onde a água da qual jorra representa as lágrimas de Jesus, num sinal de vida e ressurreição.

“A passagem da luz por entre os vitrais traz componentes da arquitetura gótica medieval ao estilo contemporâneo. Acima do altar, há uma abertura na cobertura para a entrada de raios solares direcionados à cruz, representando a luz divina refletida do coração de Jesus. A forma assimétrica da capela representa as diferenças humanas, unidas em um só espírito”, conta.

O projeto prevê ainda a plantação de árvores e grama no entorno, além de reforma e construção de calçadas, mesas e bancos de alvenaria e madeira.

As doações podem ser feitas em dinheiro através de depósito bancário:

Banco 748 – Sicredi

Agência: 7539

Conta: 16239-6 Também são aceitas outras formas de doações, como produtos agrícolas ou animais

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail