Responsivo

Secretaria da Saúde confirma 5.140 novos casos de dengue e um óbito no Paraná

“O período mais crítico da doença diminui e já reflete no número de casos. A Sesa se mantém vigilante quanto ao cenário atual e trabalha definindo ações para o próximo período sazonal. Precisamos unir forças com a população para juntos conter a doença”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto

Dados do 45º Informe Epidemiológico, divulgados pela secretaria de Estado da Saúde (Sesa) na última terça-feira (04), revelam um aumento de 5.140 casos confirmados da doença no Paraná em relação ao boletim da semana anterior, totalizando 113.928 casos.

Além disso, foi registrado mais um óbito, elevando o número total de mortes para 96 desde o início do período sazonal, em 31 de julho de 2022. Trata-se de um homem, de 26 anos, sem comorbidades, residente em Foz do Iguaçu.

Os casos da doença estão distribuídos em todas as 22 Regionais de Saúde do estado, abrangendo um total de 364 municípios, o que representa 91,23% das cidades paranaenses. Os casos notificados ultrapassam 325 mil, englobando 390 municípios.

 “O período mais crítico da doença diminui e já reflete no número de casos. A Sesa se mantém vigilante quanto ao cenário atual e trabalha definindo ações para o próximo período sazonal. Precisamos unir forças com a população para juntos conter a doença”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Chikungunya

Além dos casos de dengue, o boletim informa a ocorrência de oito novos casos de chikungunya, totalizando 660 confirmações da doença no estado.

Dentre esses, 541 são autóctones, ou seja, foram contraídos no próprio município de residência, e 106 são considerados importados. Há ainda 1.974 casos em investigação. O informe também destaca 139 notificações de zika, porém, nenhum caso ou óbito confirmado dessa doença.