Genival Lacerda, rei do duplo sentido, morre aos 89 anos de Covid-19 no Recife

Músico estava internado desde o dia 30 de novembro; Informação foi revelada pelo filho do cantor

“Comedor de cuscuz com leite do peito da vaca e queijo de coalho não se derruba fácil”, repetia o cantor paraibano de forró Genival Lacerda. Nesta quinta-feira (07), a Covid-19 calou o rei do duplo sentido. Ele é autor, entre outros sucessos, de “Severina Xique Xique”, “Radinho de Pilha” e “De Quem É Esse Jegue?”.
Lacerda resistiu até onde deu. Com sobrepeso, hipertensão e diabetes, conseguiu sobreviver a um AVC, em maio deste ano. Por causa do coronavírus, estava internado desde o dia 30 de novembro. A morte foi confirmada por parentes nas redes sociais.
O músico trabalhou até antes da pandemia. No Carnaval do Recife, se apresentou com vigor ao lado do filho João Lacerda, que segue os mesmos passos do pai como cantor.
 

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail