Lavouras de soja da Cantu se recuperam da estiagem

As lavouras semeadas na região da Cantu, a partir de início de outubro, trouxeram maior preocupação aos produtores e técnicos. Em virtude da situação que se encontrava em decorrência da estiagem que vinha ocorrendo no final do ano passado, essas lavouras ficaram com população relativamente baixa devido a problemas de germinação. 
Algumas tiveram que ser replantadas pela falta de chuvas e outras pela ocorrência de granizo, que é o caso das lavouras na região de Rio Bonito do Iguaçu. 
A situação atual é bem diferente, tanto as lavouras que foram replantadas como as semeadas após a ocorrência das chuvas estão muito boas, mas o produtor precisa ficar atento as doenças que ocorrem nessa fase da cultura com o clima atual, é o que relata o gerente de insumos, sementes e departamento técnico da Coprossel e Engenheiro Agrônomo, Marcionei Coelho.
No Caso da Ferrugem Asiática o agrônomo reforça o monitoramento que é feito na região e os cuidados necessários que o produtor precisa adotar para não perder produtividade