Paraná pode ter bolsa estudantil para alunos de colégios agrícolas

Projeto de Lei propõe auxílio financeiro mensal equivalente a 50% do piso salarial da agricultura do estado

Tramita na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) Projeto de Lei que propõe a criação da Bolsa Agro Estudantil no estado. Pela proposta, alunos do regime de internato nos 19 Centros Estaduais de Educação Profissional Agrícola receberão um auxílio financeiro mensal equivalente a 50% do piso salarial da agricultura do Estado.

O projeto foi protocolado na sessão plenária de segunda-feira (25) e agora segue para a análise das Comissões da Assembleia Legislativa do Paraná.

A justificativa da proposição destaca a importância da formação profissional agrícola para o Estado e também sustenta que grande parte dos alunos pertence a famílias de pequenos agricultores. “Alunos dos colégios rurais enfrentam adversidades, necessitando do apoio dos poderes públicos. O recebimento de bolsa-auxílio, com base no piso salarial regional, significa a garantia mínima de estabilidade financeira, na busca de ampliação dos conhecimentos, aponta trecho da justificativa do projeto.

Benefícios

O recebimento de bolsa-auxílio significa a garantia mínima de estabilidade financeira, na busca da ampliação dos conhecimentos com o amparo do poder público, diz a justificativa do texto.

Pela proposta, o pagamento da bolsa deverá ser viabilizado pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, que deverá regulamentar o processo. A proposição indica que, para ter direito ao auxílio, o aluno deverá manter a nota média escolar mínima exigida, comparecer a no mínimo 75% das aulas e não ter mais do que 10% de faltas sem justificativa.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail