“Sou muito feliz porque trabalho com o que mais amo, que é ajudar o próximo”, diz Marlene Calaudino

Marlene Calaudino atua como técnica de enfermagem em Laranjeiras do Sul. Atuou muitos anos como agente de Saúde e como


Marlene Calaudino atua como técnica de enfermagem em Laranjeiras do Sul. Atuou muitos anos como agente de Saúde e como conselheira tutelar. Marlene nasceu em uma comunidade rural, na época chamada de Água Morna, no então distrito Barreirinho, hoje Porto Barreiro. “Tive uma infância maravilhosa, ali brincávamos em rios com amigos, subíamos em árvores, brincávamos de casinha, tudo que o interior oferece para uma criança”.

Quando chegou à idade escolar, sua família mudou-se para a comunidade Santa Rita, onde havia uma escola da serraria que era instalada ali. A vida não era fácil, desde muito pequena ela ajudava sua família fosse cuidando das crianças menores ou ajudando sua mãe na roça.

Com 19 anos foi convidada e motivada a dar aulas para as crianças que moravam naquela região. A serraria e a escola haviam fechado e as crianças ficaram sem aulas. “Fui até a secretaria de Educação onde fiz uma prova para começar a lecionar, eu estudava e dava aulas”. Após alguns anos ela deixou a comunidade e foi para Ponta Grossa fazer uma experiência na vida religiosa. “Fiquei até o postulantado, quando ia entrar para o noviciado cheguei a conclusão de que não era só na vida religiosa que poderia servir a Deus e ao próximo”.

Quando retornou à Laranjeiras, a técnica de enfermagem continuou estudando e trabalhando e ainda ajudava sua família na roça.

Tragédia

Em 1995, Marlene descobriu que estava grávida e foi uma grande felicidade. “Ficamos muito felizes e começamos a fazer projetos, mas eu nunca poderia imaginar o que aconteceria”. O pai de seu filho sofreu um grave acidente de carro e veio a falecer, deixando Marlene grávida e com a responsabilidade de ser mãe e pai daquela criança.

Ela se emociona muito quando fala sobre o assunto , mesmo depois de 25 anos é doloroso lembrar. “Não foi nada fácil, mas com a ajuda dos meus familiares e amigos eu nunca perdi o foco e a fé em Deus, continuei trabalhando, na época como balconista e nunca deixei de estudar”.

Agente de saúde

Um tempo depois, Marlene passou no concurso para agente de saúde e trabalhou nesse cargo por cinco anos. Conhecida por ajudar as pessoas e muito querida por todos, foi eleita conselheira tutelar de Laranjeiras em 2004. Depois que deixou o conselho, foi trabalhar em Porto Barreiro como técnica de enfermagem. Quando concursada, passou a atuar em Laranjeiras.

“Sou muito feliz porque trabalho com o que mais amo, que é ajudar o próximo. Pela falta de faculdade em nosso município na época fiz quatro cursos profissionalizantes, sendo auxiliar em contabilidade, formação de docentes, auxiliar de enfermagem e técnico em enfermagem.

Ser mulher…

Na visão da técnica em enfermagem, as mulheres conseguiram depois de muita luta direitos iguais, mas ainda há muita desigualdade nos salários, na política, até mesmo na família e na sociedade como um todo.

“Eu gostaria de dizer a todas as mulheres, que não tenham vergonha da sua história, seja ela qual for, o que realmente importa é que você nunca deixou de lutar”.