Pra refletir: junho chegou

Por Eloir Sbalqueiro

O cinco foi, o seis chegou. Sim, agora é junho, o sexto mês do ano que dá o ar da sua graça.

Chega entre chuva e frio trazendo toda a força e a energia dos seus 30 dias para serem plenamente usufruídos por nós. Junho chega também com a clara constatação de que o tempo está passando rápido, simplesmente voando, juntamente com o pedido para que reflitamos sobre como estamos utilizando o nosso tempo, não apenas nas ações rotineiras, mas, principalmente, nas questões relacionadas ao nosso crescimento e à nossa evolução.

O tempo só vai. A vida, seguindo o seu curso natural, também só vai.

Sendo assim, a cada dia que passa, temos um dia a menos para observar e experienciar as belezas deste planeta, que é a nossa morada temporária. Portanto, perder tempo é o mesmo que perder vida que, na realidade, é o nosso único tesouro, o nosso único bem.

E, falando em bem, que nas nossas caminhadas possamos fazer o bem, primeiramente a nós mesmos, a começar, não agredindo os nossos valores e, também, ao próximo, que vai desde um sorriso, um aperto de mão, um abraço, uma palavra amiga… até ações de caridade. Muitas vezes, a melhor caridade é compartilhar o nosso tempo, nos colocando na condição de bons ouvintes presenciais, especialmente num momento de prevalência cada vez maior da relação virtual, em detrimento da pessoal.

Junho vem também para nos mostrar que não devemos deixar passar a oportunidade de um encontro, de um café, de uma boa conversa animada com os amigos. Afinal, somos seres sociáveis e precisamos desta conexão com o próximo.

Porém, muitas vezes deixamos de convidar ou declinamos de um convite, usando quase sempre a falta de tempo como a desculpa mais comum. Mas, o tempo passa e as pessoas também.

Na verdade, só temos o presente, que é o aqui e o agora. Deixar para depois, muitas vezes é deixar para sempre. Nada substitui a magia do momento presente presencialmente com alguém, mais ainda se esta pessoa estiver na nossa relação de seres especiais.

Que em junho saibamos utilizar o tempo em nosso favor e ainda em favor das pessoas que nos são queridas, com a certeza que só há o hoje. O amanhã, bem, ainda é uma ficção, uma expectativa de vida.

Viva cada dia de junho com a consciência de que estar vivo e saudável são os maiores presentes que recebemos. E se este presente vier embrulhado em um pacote de paz, é mais um motivo para sermos imensamente gratos ao Universo.

Se permita desligar o piloto automático, coloque a sua vida em suas mãos e seja muito feliz em junho e em todos os dias da sua existência.
Feliz tudo para você!

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades

 |   |   |   | 

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail