Tecnologia microbiana, o caminho para transformar a agricultura sustentável

Hoje, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), o planeta consome cerca

Hoje, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), o planeta consome cerca de 30% a mais de água potável do que a natureza consegue repor. Isso mostra a importância do cuidado com esse recurso, principalmente em indústrias como a agropecuária. A água é um nutriente que desempenha um papel fundamental nas lavouras, tanto na fase de germinação como no crescimento das plantas. Portanto, é imprescindível que a tecnologia, associada à biologia, esteja disponível como aliada para o desenvolvimento de produtos e serviços inovadores que permitam a preservação dos recursos hídricos.

Nesse sentido, a agricultura está avançando muito, deixando de lado o uso de agroquímicos e selecionando insumos biológicos como microrganismos, extratos vegetais e outros componentes naturais para o uso na agricultura. Os estimulantes biológicos permitem a melhor utilização da água e uma maior absorção de nutrientes, melhorando o desenvolvimento das plantas e como consequência levando a um aumento na produtividade. Com o uso de tecnologia microbiana, raízes secundárias e canais radiculares podem ser aumentados, gerando plantas mais robustas e proporcionando maior estabilidade ao desenvolvimento inicial das plantas.

Práticas inovadoras também são importantes para avançar em processos mais sustentáveis, com melhores resultados e minimizando os impactos negativos no meio ambiente. Se forem observadas emissões de gases de efeito estufa, segundo a FAO, parte considerável corresponde às atividades agrícolas. Isso demonstra os efeitos da indústria no ecossistema e a importância de assumir a responsabilidade para gerar processos mais seguros, limpos e com baixo impacto ambiental.

Atualmente, a sociedade opta cada vez mais por hábitos de consumo que gerem menos impacto ambiental e alimentos que não tenham sido alterados ou manipulados excessivamente, garantindo assim práticas sustentáveis que melhoram o bem-estar e a saúde. Por isso, também é imprescindível substituir os produtos químicos prejudiciais à saúde e ao meio ambiente. Essa substituição, feita com microrganismos que contribuem para a fertilidade do solo, proporciona um equilíbrio na captação de água e gera alimentos de maior qualidade e mais naturais.

Sem dúvida, os microrganismos em conjunto com a biotecnologia são o presente e o futuro da agricultura moderna. Eles beneficiam a biologia do solo e cuidam do meio ambiente, além de proporcionarem maior rentabilidade ao produtor e fornecerem alimentos da mais alta qualidade. As organizações e os produtores devem apostar neste caminho, investindo em pesquisa e ciência, aumentando a rentabilidade de seus campos e potencializando de forma integral a agroindústria sustentável.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail