A IGREJA É UNA

São Pedro Apóstolo, depois da descida do Espírito Santo, na sua primeira pregação publica falou de Jesus Cristo, que Ele

São Pedro Apóstolo, depois da descida do Espírito Santo, na sua primeira pregação publica falou de Jesus Cristo, que Ele é o único Salvador da humanidade: Em nenhum outro há salvação, pois não existe debaixo do céu outro nome dado à humanidade pelo qual devamos ser salvos. (AtAp.4.12) Todas as graças da salvação recebemos de Jesus Cristo. Podemos dizer que Ele é a única fonte da salvação. Sem Ele não existe a Salvação. Mas Ele para distribuir as graças da Salvação, não foi sozinho. Ele chamou muitas pessoas para ajudá-lo de distribuir estas graças. Os seus primeiros ajudantes foram os Apóstolos. Para eles Jesus Cristo falou: Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens. (Mc.1.17) Eles vão pescar pessoas, isto é, com a ajuda das graças divinas recolhe-las para o Céu.

O pecado é o maior obstáculo da salvação. Mas Jesus Cristo deu aos Apóstolos o poder de perdoar os pecados: Então, soprou sobre eles e falou: Recebei o Espírito Santo.  A quem perdoardes os pecados, serão perdoados; a quem os retiverdes, lhes serão retidos. (Jo.20.22-23) Este poder de perdão continua na Igreja. Esta Igreja, constituída e organizada neste mundo como uma sociedade, subsiste na Igreja Católica governada pelo sucessor de Pedro, o papa, e pelos Bispos em comunhão com ele. Pois a única Igreja de Cristo é aquela que Ele depois de sua Ressurreição, entregou a Pedro para que fosse o seu pastor: Apascenta as minhas ovelhas. (Jo.21.15-18)  E na Última Ceia Jesus Cristo pediu ao Pai Celeste a unidade perfeita para a sua Igreja: Eu não rogo somente por eles, mas também por aqueles que vão crer em mim pela palavra deles.  Que todos sejam um, como tu, Pai, estás em mim, e eu em ti. Que eles estejam em nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste.  Eu lhes dei a glória que tu me deste, para que eles sejam um, como nós somos um:  eu neles, e tu em mim, para que sejam perfeitamente unidos, e o mundo conheça que tu me enviaste e os amaste como amaste a mim. (Jo.17.20-23) Jesus Cristo quer na sua Igreja seja a perfeita unidade. Quais são estes vínculos da unidade? «Acima de tudo, a caridade, que é o vínculo da perfeição» (Cl 3, 14). Mas a unidade da Igreja peregrina é assegurada também por laços visíveis de comunhão. Jesus Cristo quer a unidade perfeita na sua Igreja, que hoje se chama a Igreja Católica, por isso se diz, que ela é una, quer dizer, que não existe outra. Ela se caracteriza pelos seguintes atributos:

1)Ela professa mesma fé recebida dos Apóstolos;

2)Usa os mesmos sacramentos;

3)Obedece a autoridade religiosa do papa e dos bispos unidos com ele.

Manter a unidade da Igreja é uma ordem dada por Jesus Cristo. Por isso Ele mesmo orou na Última Ceia, e não cessa de orar ao Pai pela unidade de seus discípulos: “… Que todos sejam um. Como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, que eles estejam em nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste”. (Jo 17,21. Por isso nós os membros da Igreja Católica devemos sempre orar e trabalhar para manter, reforçar e aperfeiçoar a unidade que Cristo quer para ela. A unidade dela influenciará manter a unidade muito desejada na família, na comunidade, no pais, no mundo inteiro.

Ó Meu Bom Jesus! Dê me um coração humilde, que eu seja obediente à tua Igreja e deste modo ajude manter a unidade dela. Amém.

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro das novidades  Facebook |  Twitter |  YouTube |  Instagram. Também temos nosso grupo de notícias no  Whatsapp, todo dia atualizado com novas matérias.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail