“Eis a serva do Senhor”

O anjo Gabriel trouxe a Maria a notícia mais bonita na história do mundo,  que ela tinha sido escolhida por

O anjo Gabriel trouxe a Maria a notícia mais bonita na história do mundo,  que ela tinha sido escolhida por Deus para ser a mãe do Salvador. 
Como ela reagiu diante desta notícia?
O Evangelho diz: “Ela perturbou-se com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação”(Lc.1.28). A reação de Maria mostra que ela era uma moça intelectualmente bem madura. Ela quis entender o sentido da saudação. Não era uma pessoa exaltada que não entende mas aceita tudo,  se entusiasma com tudo, concorda com tudo. Portanto o anjo explicou: “Eis que conceberás e darás à luz um filho e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo”(Lc.1.31-32).
Maria era uma moça muito realista e pensativa. Ela continuou o diálogo com o anjo para entender melhor a notícia trazida por ele. Ela comprometida com a sua virgindade perguntou: “Como acontecerá isso, pois não conheço homem” (Lc.1.34)? E o anjo explicou que ela  conceberá pelo milagre do Espírito Santo: “O Espírito Santo virá sobre ti e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra; é por isso que menino santo que vai nascer será chamado Filho de Deus”(Lc.1.35).
Que diálogo bonito Maria teve com o anjo, profundo e cheio de sentido. Isto mostra o amadurecimento intelectual de Maria. Ela não era uma beata que viveu cheia de fantasias. Ela era uma pessoa muito sóbria. Quando o anjo lhe tinha dado toda a resposta e ela já tinha entendido o sentido da sua missão, ela deu a resposta: “Eis aqui a serva do Senhor! Faça-se em mim segundo a tua palavra”.(Lc.1.38). Maria se prontificou a cumprir a vontade de Deus.
Certamente Ela tinha outros planos para a sua vida, mas naquele momento os abandonou para dar lugar aos planos de Deus.
Como esta moça era obediente a Deus. Pois ela podia dizer: Procure uma outra moça, eu sou muito nova, pobre e fraca, não me sinto capaz de assumir esta responsabilidade. Ao contrário, ela se apresentou disposta para assumir as obrigações da mãe de Filho de Deus e assumiu. Como ela era corajosa. Isto mostra como esta Mulher confiava na Providência Divina. Pois ela pensava, se Ele me chama para ser a mãe do seu Filho, certamente Ele vai providenciar tudo o que for necessário para criar o Filho d’Ele. Eram grandiosas as virtudes desta Mulher: grandiosa a sua Fé, grandiosa a sua Confiança, grandioso o seu Amor a Deus.
Como nós somos distantes das virtudes da nossa Mãe Maria Santíssima. Como difícil para nos assumir algum cargo na Igreja. Temos mil e poucas desculpas para não assumir, como temos pouca confiança na Providência Divina, como temos pouco amor a Deus e a fé fraca.
Maria, ajuda-me a responder a Deus com coragem como Tu tinhas respondido: “Eis a serva do Senhor” e ajuda-me assumir com coragem todo o trabalho da nossa fé católica. Amém.

Fique por dentro de todas

Se inscreva e receba as melhores notícias do Correio do Povo direto no seu e-mail